terça, 17 de julho de 2018

Superávit primário chega a R$ 40 bilhões

29 JUL 2010Por 11h:45
     

O superávit primário do setor público consolidado ? governo federal, estados, municípios e empresas estatais ? chegou a R$ 2,059 bilhões, em junho, e acumulou R$ 40,105 bilhões no primeiro semestre, informou hoje (29) o Banco Central (BC).

O resultado do mês passado é menor do que o registrado em junho de 2009 (R$ 3,376 bilhões). Já o primeiro semestre deste ano apresentou superávit primário maior do que o observado no mesmo período do ano passado (R$ 35,255 bilhões).

Nos primeiros seis meses do ano, o Governo Central (governo federal, Banco Central e Previdência) contribuiu com R$ 24,767 bilhões, enquanto os governos estaduais com R$ 13,966 bilhões e os municipais com R$ 1,993 bilhão. As empresas estatais, excluída a Petrobras, apresentaram déficit primário de R$ 621 milhões.

Em 12 meses encerrados em junho, o superávit primário é de R$ 69,368 bilhões ou 2,07% do Produto Interno Bruto (PIB), soma de todos os bens e serviços produzidos no país.

O resultado primário é a diferença entre as receitas e as despesas, excluídos os juros da dívida pública. Ao serem incluídos os gastos com juros, tem-se o resultado nominal que, em junho, apresentou déficit de R$ 13,621 bilhões, contra R$ 10,130 bilhões registrados em igual período de 2009.

No primeiro semestre, o déficit nominal chegou a R$ 51,229 bilhões, contra R$ 43,682 bilhões no mesmo período do ano passado. Em 12 meses, encerrados em junho, o déficit nominal é de R$ 112,169 bilhões ou 3,35% do PIB.

Leia Também