Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

“Lino”

Sul-mato-grossense defenderá cinturão da Organização Mundial de Boxe na Capital

14 SET 10 - 10h:00

JAKSON PEREIRA

A Federação de Boxe de Mato Grosso do Sul adiou novamente o combate internacional envolvendo o campeão latino pela Organização Mundial de Boxe (OMB), Laudelino “Lino” Barros, em Campo Grande. A luta seria disputada no mês passado, mas foi transferida inicialmente para o dia 18, sexta-feira, porém, foi novamente adiada e agora será no dia 25, porém ainda precisa da oficialização da OMB.
De acordo com o presidente da federação, Marcelo Nunes, as mudanças ocorreram por problemas com os adversários. “Primeiro tínhamos acertado a luta com o argentino Orlando Farias, mas ele perdeu um combate no mês passado e foi impedido de lutar; depois fechamos com outro argentino, Rodolfo de Dominicis, mas ele teve um problema com a Confederação Argentina de Boxe e também foi recusado pela OMB, agora está tudo certo com o equatoriano Hugo Anibal Abad”, comentou o dirigente.
A luta será no ginásio de esportes da Escola Joaquim Murtinho e o brasileiro, nascido no município de Bonito e que treina nos Estados Unidos, defenderá o cinturão latino OMB na categoria cruzador (90,7k) pela terceira vez.
Outro ponto importante na luta, é que Lino Barros ocupa atualmente a sexta posição no ranking mundial e caso conquiste a vitória, poderá desafiar o alemão Marco Juck pelo título mundial da categoria. Em seu cartel, o pugilista tem 32 vitórias, sendo 29 por nocaute e duas derrotas.
Os ingressos para o combate serão vendidos a partir de quinta-feira e os valores são de R$ 50 para as cadeiras ao lado do ringue e R$ 20 para a arquibancada.

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Considerada cidade do algodão, Chapadão do Sul comemora 32 anos de emancipação
FELIZ ANIVERSÁRIO

Considerada cidade do algodão, Chapadão do Sul comemora 32 anos de emancipação

Diretor de presídio federal diz que Name não precisa de ajuda
CRIME ORGANIZADO

Diretor de presídio diz que Name não precisa de ajuda

STF retoma julgamento sobre prisão após condenação em 2ª instância
BRASÍLIA

STF retoma julgamento sobre prisão após condenação em 2ª instância

Deputados cobram vistoria <br>contra incêndio em hospitais
RISCOS

Deputados cobram vistoria contra incêndio em hospitais

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião