sábado, 21 de julho de 2018

COREIA DO SUL

Sul-coreana mata filho de três anos por 'atrapalhar' jogo online

22 DEZ 2010Por folha online05h:52

A polícia da Coreia do Sul anunciou nesta quarta-feira a detenção de uma jovem de 27 anos acusada de ter matado o filho de três anos por "atrapalhá-la" enquanto jogava na internet.

Kim passava cerca de 10 horas ao dia em jogos online, segundo a polícia. Os vizinhos descreveram a casa como uma lixeira, onde os filhos choravam por horas.

A polícia de Cheonan (oeste do país) informou que Kim agrediu e estrangulou o filho de três anos, cujo nome foi mantido em sigilo, por considerar que o menino a atrapalhou ao urinar no chão e chorar.

Kim guardou o corpo da criança dentro de casa por três dias, mas foi denunciada pelos sogros.

A mulher, segundo a polícia, não tinha antecedentes de transtornos mentais. Ela tem um outro filho, de um ano.

Este é o caso mais recente relacionado com o vício em jogos pela internet na Coreia do Sul, um dos países com o maior índice de internautas. O governo sul-coreano calcula em dois milhões, em um país de 50 milhões de habitantes, o número de viciados em internet.

Em novembro, um adolescente de 15 anos matou a mãe, que o repreendera pelo tempo que passava no computador. Ele se matou em seguida.

Em maio, um homem de 41 anos foi condenado a dois anos de prisão depois que ele e a mulher deixaram a filha morrer, vítima de desnutrição, enquanto criavam um filho virtual na internet.

Em fevereiro, um homem de 32 anos morreu depois de jogar por quase cinco dias seguidos, quase sem descanso.

Leia Também