terça, 17 de julho de 2018

impressão de redução da fadiga

Substância faz motorista perder reflexos

18 DEZ 2010Por Vânya Santos03h:00

Sob o efeito do rebite, um motorista conduz por 60 horas consecutivas um veículo de 70 toneladas em velocidade média de 90 km/h, segundo o chefe da Divisão de Saúde da Polícia Rodoviária Federal (PRF), em Brasília, Lejandre Monteiro. A substância atua como moderador de apetite, estimulante do sistema nervoso central e acelerador da atividade cerebral. Essa droga causa a impressão de redução da fadiga e o usuário acha que consegue exercer atividades por mais tempo, com menos sono. O consumidor perde parcialmente os reflexos, a capacidade de percepção e análise de perigo, aumentando o risco de acidentes.

Em 2010 a PRF convidou caminhoneiros para fazer uma bateria de exames e 5.393 motoristas profissionais foram analisados. Ao todo, 45,5% deles revelaram exercer carga excessiva de trabalho e 7,4% confessaram consumir medicamentos não recomendados. Outros 15,1% apresentaram sintomas de sonolência durante o dia. Em São Paulo, há dois anos, a polícia coleta urina de caminhoneiros para análise clínica e 10,8% das 529 das amostras apresentaram consumo de maconha, cocaína, crack, anfetaminas ou combinações dessas substâncias. (VS)

Leia Também