Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

ECONOMIA

SPC registra queda de 4,9% nas consultas

SPC registra queda de 4,9% nas consultas
03/02/2010 07:26 -


O número de consultas dos comerciantes de Campo Grande ao Serviço de Proteção ao Crédito (SPC) teve redução de 4,99% em comparação com os meses de janeiro de 2009 e 2008, total de 34.280 acessos ao sistema. O índice é considerado o principal termômetro do comércio na Capital, pois aponta o número de pessoas dispostas a comprar no crediário ou com cheque. Porém, sua capacidade de medição está comprometida pela queda no uso do cheque, que teve redução de 16% no ano passado, e a preferência por outros meios de pagamento, como os cartões de crédito. De acordo com gerente do SPC de Campo Grande, Valdineir Ciro de Souza, a queda do mês passado pode ser motivada, além do recuo natural das vendas pós-natal, pelas empresas que deixaram de consultar o sistema, e também pela mudança no meio de pagamento. “Grandes empresas passaram a consultar por período, e não por compra. E também oferecem venda a cartão, até pelos cartões próprios, e esse dados não são divulgados pelas administradoras”, explica Souza. As empresas têm mudado a forma de consulta por compra para a periódica (Credit Scoring) para cortar custos. Cada consulta custa R$ 1,77 ao comerciante e, dependendo do valor da venda, pode comprometer parte dos lucros.

Felpuda


Pré-candidato pode estar sendo “fritado” sem ao menos perceber. Redes sociais que têm estreitas ligações com ex-cabecinhas coroadas e que prometeram apoio estão enaltecendo que só certo pré-candidato de outro partido. Quem conhece as ditas figurinhas de, digamos, outros carnavais, acredita que está em curso operação sorrateira para mudar internamente os rumos da futura campanha. Trocando em miúdo: ceder a cabeça de chapa.