Sexta, 19 de Janeiro de 2018

Solto o acusado de envolvimento na morte de PM

20 JAN 2010Por SÍLVIO ANDRADE, CORUMBÁ04h:23
O juiz da 2ª Vara Criminal de Corumbá, Roberto Ferreira Filho, determinou a soltura de Willian da Silva Bastos, 19, preso na semana passada, acusado de envolvimento na morte do subtenente aposentado da Polícia Militar Edézio Gonçalves de Arruda. O crime ocorreu no dia 11 deste mês, em Corumbá. Segundo a decisão, o acusado integraria o bando que matou o militar, mas não participou do crime. O relaxamento da prisão se baseia no fato de que o plano inicial da quadrilha era roubar o carro de um taxista e vendê-lo na Bolívia, trabalho que seria feito por Willian e um adolescente apreendido pela polícia. No entanto, antes da execução do roubo, outros integrantes do grupo, Giliarde Pereira e Nadson Pereira Galvão, decidiram roubar o veículo do policial militar aposentado, matando-o com uma pedrada na cabeça. Ilegal Para o juiz, a prisão em flagrante de Wi l lian “ foi ilegal” por não ter sido comprovado materialmente “qualquer indício de que ele tenha atuado ainda na qualidade de partícipe, do grave delito”. O que existiu, segundo Roberto Filho, foi a cogitação e preparação para atuar em delito de roubo, o que considera “atos impuníveis”. Na decisão, o juiz determinou a soltura imediata do acusado.

Leia Também