Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

Solto o acusado de envolvimento na morte de PM

Solto o acusado de envolvimento na morte de PM
20/01/2010 04:23 - SÍLVIO ANDRADE, CORUMBÁ


O juiz da 2ª Vara Criminal de Corumbá, Roberto Ferreira Filho, determinou a soltura de Willian da Silva Bastos, 19, preso na semana passada, acusado de envolvimento na morte do subtenente aposentado da Polícia Militar Edézio Gonçalves de Arruda. O crime ocorreu no dia 11 deste mês, em Corumbá. Segundo a decisão, o acusado integraria o bando que matou o militar, mas não participou do crime. O relaxamento da prisão se baseia no fato de que o plano inicial da quadrilha era roubar o carro de um taxista e vendê-lo na Bolívia, trabalho que seria feito por Willian e um adolescente apreendido pela polícia. No entanto, antes da execução do roubo, outros integrantes do grupo, Giliarde Pereira e Nadson Pereira Galvão, decidiram roubar o veículo do policial militar aposentado, matando-o com uma pedrada na cabeça. Ilegal Para o juiz, a prisão em flagrante de Wi l lian “ foi ilegal” por não ter sido comprovado materialmente “qualquer indício de que ele tenha atuado ainda na qualidade de partícipe, do grave delito”. O que existiu, segundo Roberto Filho, foi a cogitação e preparação para atuar em delito de roubo, o que considera “atos impuníveis”. Na decisão, o juiz determinou a soltura imediata do acusado.

Felpuda


Malfeitos que teriam sido praticados em tempos não tão remotos podem ser a pedra no caminho de pré-candidatura que está sendo costurada. As conversas ainda estão nas “ondas da rádio-peão”, mas, com a proximidade da campanha eleitoral, há quem diga que isso se tornará uma tremenda dor de cabeça para quem vai enfrentar as urnas. Pior:  o dito não seria culpado direto, mas sim a sua...  Bem, deixa rolar para ver onde vai parar.