Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

segunda, 18 de fevereiro de 2019 - 19h31min

Sollys/Osasco fica com a taça na Superliga feminina

19 ABR 10 - 09h:42
São Paulo

Acabou o tabu. Depois de quatro temporadas perdendo a decisão da Superliga feminina de vôlei para o Unilever (ex-Rexona), o Sollys/Osasco (ex-Finasa/Osasco) finalmente superou o rival e sagrou-se campeão nacional. Diante de um ginásio do Ibirapuera lotado, o time comandado pelo técnico Luizomar de Moura marcou 3 sets a 2 em duelo emocionante, com parciais de 25/23, 18/25, 19/25, 25/13 e 15/12.
Esta é a quarta taça do Osasco na história da competição – as outras conquistas foram obtidas em 2002/2003, 2003/2004 e 2004/2005. Apesar da derrota, o Unilever ainda segue como o maior vencedor: ao todo, a equipe possui seis títulos, obtidos em 1997/1998, 1999/2000 (ambas quando a equipe ainda jogava em Curitiba), 2005/2006, 2006/2007, 2007/2008 e 2008/2009.
A conquista de ontem simboliza o fim perfeito de uma temporada que começou caótica para o Osasco: dois dias após ser derrotado na Superliga do ano passado para o Unilever, o time perdeu o patrocínio do Finasa e ficou prestes a fechar as portas. Mas uma grande mobilização foi realizada e a Nestlé resolveu voltar ao vôlei, salvando e montando o grupo que se tornaria o melhor do Brasil e do continente.
Para tornar a história ainda mais emocionante, a vitória na decisão só veio no tie-break. Após um excelente primeiro set de Jaqueline, Osasco se tornou presa fácil do bloqueio rival, além de suas jogadoras protagonizarem verdadeiras panes em quadra. Quando tudo parecia perdido, com o Unilever melhor no começo do quarto set, Natália brilhou e levou o jogo para o tie-break, onde, embalado, a equipe ainda protagonizou outra virada após sair perdendo por 4 a 0.
Mesmo tendo ficado atrás do Unilever na fase classificatória, o Osasco era considerado favorito devido à consistência mostrada durante os playoffs, quando não perdeu nenhum jogo, ao passo que o rival esteve perto de ser eliminado pela Blausiegel/São Caetano na semifinal. Além disto, o time de São Paulo venceu os dois jogos realizados entre as equipes na competição.
Osasco ainda pode comemorar o fato de ter conquistado o título sul-americano sobre o Unilever, no ano passado.
A terceira colocação na Superliga ficou com São Caetano, que no sábado superou o Pinheiros/Mackenzie por 3 sets a 0, parciais de 25/18, 25/21 e 25/19.
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Arrase na sobremesa com esta torta de limão
IRRESISTÍVEL

Arrase na sobremesa com esta torta de limão

CRISE NO GOVERNO

Oposição quer que Bebianno preste esclarecimentos sobre laranjas ao Congresso

Fácil e rápida, carne de panela de pressão é deliciosa
PRATICIDADE

Fácil e rápida, carne de panela de pressão é deliciosa

Justiça determina que Agesul retire escombros de ponte que caiu sobre rio
LIMINAR

Justiça determina que Agesul retire escombros de ponte que caiu sobre rio

Mais Lidas