Campo Grande - MS, sábado, 18 de agosto de 2018

Sem prorrogação

Solenidade marca início dos trabalhos no 'Mutirão Carcerário' no Estado

27 ABR 2011Por VÂNYA SANTOS e Gabriel Maymone11h:01

O mutirão carcerário em Mato Grosso do Sul começa nesta quarta-feira (27). Serão 30 dias de trabalho, sem prorrogação.

A solenidade que marca o início dos trabalhos foi realizada pela manhã no auditório do Fórum Eleitoral, com a presença do juiz Albino Coimbra Neto, titular da 2ª Vara de Execução Penal de Campo Grande, Márcio André Keppler Fraga, juiz auxiliar da presidência do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e integrante do Departamento de Fiscalização do Sistema Carcerário do CNJ, o juiz Carlos Ritzmann e Elizandro Bianchini – ambos do CNJ, além do conselheiro Walter Nunes, do Des. Luiz Carlos Santini, presidente do TJMS, e dos juízes designados para atuar no mutirão.

O conselheiro Walter Nunes destacou que “o objetivo é aprimorar o sistema prisional, recuperar o preso e devolve-lo para a sociedade” e que a grande dificuldade é a super lotação.

“Hoje a maioria dos presos conseguem liderar o crime dentro da prisão. O objetivo do mutirão não é soltar o preso, mas sim, melhorar o sistema” completa Walter.

Neste momento a equipe do conselho está no presidio federal analisando a situação para marcar o início dos trabalhos. 

Leia Também