quinta, 19 de julho de 2018

Sobrinho de Arruda deixa cargo de secretário

7 FEV 2010Por 21h:00
     

        

        Da redação

        O secretário particular e sobrinho do governador do Distrito Federal, José Roberto Arruda (sem partido), Rodrigo Arantes, divulgou nota neste domingo em que pede seu afastamento da função. No texto, Arantes afirma que seu nome foi citado "indevida e maldosamente" por Antônio Bento da Silva. Segundo a nota, o afastamento durará "até a completa apuração dos fatos".

        Antônio Bento, que é conselheiro do Metrô do Distrito Federal, foi preso em flagrante na última quinta-feira, durante uma suposta tentativa de suborno ao jornalista Edmilson Edson de Souza - o Sombra. Bento teria dito que a proposta de pagamento ao jornalista foi feita a mando de Arantes, que nega a acusação.

        A suposta tentativa de suborno teria como objetivo fazer com que Sombra favorecesse o governador Arruda em depoimento na Operação Caixa de Pandora da Polícia Federal, que investiga um suposto esquema de pagamento de propina no governo do DF, o chamado mensalão do DEM.

        Arantes encerra a nota dizendo confiar na Justiça: "estou certo de que a verdade será restabelecida e a farsa desmascarada".

        Leia a íntegra da nota divulgada por Arantes:
        "Meu nome foi citado indevida e maldosamente pelo senhor Antônio Bento da Silva numa história fantasiosa e absurda, construída como parte da farsa arquitetada contra o Governador José Roberto Arruda.

        Todas as pessoas que procuram audiência com o Governador passam por mim, na condição de seu Secretário Particular.

        O Governador José Roberto Arruda não o recebeu e eu deixei claro para ele que não haveria audiência, em face do volume de compromissos na agenda.

        O senhor Antônio Bento não tratou comigo nenhum outro assunto que não fosse o pedido de audiência, e também não me informou os assuntos que pretendia tratar no encontro.

        Estou pedindo nesta data meu afastamento da função que exerço no Governo, até a completa apuração dos fatos. Para que isso ocorra com a celeridade que todos desejamos, coloco-me à inteira disposição das autoridades competentes, para todo e qualquer esclarecimento.

        Confiante na Justiça, estou certo de que a verdade será restabelecida e a farsa desmascarada." (do Terra)

Leia Também