domingo, 22 de julho de 2018

MUNDO

Sobe para 77 número de mortos em queda de avião ocorrida na noite de ontem no Irã

10 JAN 2011Por FOLHA ONLINE09h:13

Pelo menos 77 pessoas morreram na queda na noite deste domingo (09) de um avião da companhia nacional iraniana IranAir no noroeste do país, aparentemente por causa do temporal de neve e vento que castiga a região, confirmou nesta segunda-feira (10) a rádio oficial.

Segundo a fonte, no acidente sobreviveram 30 passageiros, que foram levados para hospitais, alguns com ferimentos extremamente graves, por isso não se descarta que o número de vítimas fatais possa aumentar.

A princípio, a agência semi-oficial de notícias local "Fars" tinha assegurado que no aparelho, um Boeing 727, viajavam 105 pessoas e que pelo menos meia centena delas tinham conseguido salvar a vida.

No entanto, 12 horas depois do acidente o número de passageiros ainda não está claro e oscila entre 104 e 106, segundo os diferentes meios oficiais iranianos.

Entre as pessoas a bordo havia 12 membros da tripulação, dois bebês e uma criança, cujo destino não foi revelado.

Com o amanhecer, e apesar de a tempestade não ter cessado, os serviços de resgate retomaram seus trabalhos.

O acidente aconteceu por volta das 19h45 (horário local, 14h15 de Brasília) do domingo, perto do lago Urumiyeh, próximo à fronteira com a Turquia, quando o aparelho se dispunha a aterrissar entre o nevoeiro, explicou o presidente do Centro Estatal de Emergências do Irã, Gholam Reza Masumi.

O responsável corrigiu, também, o número de 156 passageiros anunciado em um primeiro momento pela televisão estatal.

O avião tinha partido de tarde do aeroporto nacional de Mehrabad, no sul de Teerã, com mais de uma hora de atraso devido aos problemas de visibilidade e frio na rota reportados pela torre de controle de Urumiyeh.

Os acidentes aéreos são relativamente frequentes no Irã, devido sobretudo à precariedade de sua frota aérea, antiquada e submetida, como o resto do país, a um embargo internacional que o impede de comprar peças de reposição originais.

Segundo números oficiais, cerca de mil pessoas perderam a vida em diferentes acidentes aéreos, civis e militares no Irã durante a última década.

Leia Também