Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

DIZ ADVOGADO

Snowden recebe ameaças e teme por sua vida

Snowden recebe ameaças e teme por sua vida
22/01/2014 00:00 - Folhapress


O advogado russo de Edward Snowden afirmou que o ex-técnico da Agência de Segurança Nacional americana (NSA, em inglês) teme por sua vida após ter sido ameaçado por líderes americanos, que não tiveram suas identidades reveladas.

"As ameaças à sua vida são reais. Existem de verdade", indicou Anatoli Kucherena, em declarações ao canal de televisão russo Vesti, denunciando aqueles que insistem em "represálias físicas contra Edward Snowden".

Snowden, que chegou no final de junho de 2013 à Rússia, vazou para a imprensa milhares de documentos sobre o vasto programa americano de espionagem, desencadeando um escândalo internacional.

Seu advogado parece se referir a um artigo publicado na semana passada pelo site BuzzFeed, intitulado "Espiões americanos desejam a morte de Snowden".

De acordo com esse artigo, um funcionário do Pentágono teria dito: "Adoraria colocar uma bala na sua cabeça".

"Acreditamos que o governo dos Estados Unidos deveria levar em conta essas declarações", declarou Kucherena.

"Agentes que serviram antigamente nos serviços especiais disseram estar dispostos a matar Edward", denunciou o advogado, que disse que pedirá aos órgãos de segurança russos e americanos que investiguem essas ameaças.

Em caso de necessidade, acrescentou, "pediremos que as analisem do ponto de vista legal e garantam a segurança de Snowden", que recebeu asilo temporário na Rússia em agosto.

Seus guarda-costas "são empregados de uma empresa privada, mas estamos falando de garantir a segurança em nível federal", precisou.

Recentemente, em seu discurso sobre as reformas na NSA, o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, disse que as escandalosas revelações de Snowden trouxeram "mais prejuízo que transparência". 

Felpuda


O desgaste de antigas lideranças nacionais, com reflexo em nível local, é a maior preocupação dos dirigentes de partidos para as eleições deste ano, que terá reflexo em 2022. Em épocas passadas, essas figurinhas cruzavam os céus do País para visitarem os municípios e pedirem que a população votasse em seus ungidos. Agora, com pendências judiciais e poder enfraquecido, dificilmente seriam convidadas. A pandemia, que resultou no isolamento social, foi a pá de cal.