Quarta, 21 de Fevereiro de 2018

PIOR DO MUNDO?

Site que criticou Jonas destaca a boa fase

30 DEZ 2010Por GLOBOESPORTE09h:56

Em 13 de março de 2009, o atacante Jonas preferiu não dar bola para a manchete do site espanhol "El Mundo Deportivo" que o chamava de "pior atacante do mundo". O destaque na imprensa foi motivado por um lance na vitória do Grêmio sobre o Boyacá Chicó por 1 a 0, na Colômbia, um dia antes, pela Libertadores. O jogador tricolor havia perdido três gols seguidos em uma mesma jogada no segundo tempo do jogo. Pois nesta quarta, mais de um ano e meio após a polêmica matéria, o mesmo site publicou uma entrevista com o artilheiro do Brasileirão 2010, com 23 gols, o mesmo Jonas, desta vez chamando a atenção para uma curiosidade na biografia do atleta. Com a manchete "Farmacêutico, não: goleador", a publicação lembrou que o centroavante abandonou a faculdade de Farmácia aos 20 anos, quando decidiu tentar fazer carreira no futebol. Porém, o site sequer tocou no assunto da reportagem anterior.

A temporada 2010 foi proveitosa para Jonas: foram 42 gols em 65 jogos oficiais. E segundo o site espanhol, o ano que passou apagou a fama anterior de "pior do mundo" levantada pela publicação anteriormente. Tanto que teria despertado o interesse de clubes de Espanha, França, Itália e Rússia, segundo informações do irmão e procurador do atleta, Tiago Ribeiro. Com contrato até 2011, o clube gaúcho teria interesse em renovar por mais quatro ou cinco anos com o artilheiro de 26 anos.

Em entrevista ao site, o gremista admitiu que seria uma boa hora para jogar na Europa. Porém, com a chance de ter Ronaldinho Gaúcho ao seu lado em uma possível negociação do jogador do Milan com o Tricolor, também curtiria atuar ao lado do craque.

- Seria ótimo jogar ao lado de um dos melhores da história do futebol brasileiro e mundial. Ronaldinho é um craque, e jogar ao lado dele seria realizar um sonho. Poderia aprender muitas coisas com ele e melhorar o meu futebol - disse Jonas., que admitiu ter esperança de se chamado para a Seleção Brasileira de Mano Menezes.

Com a família na cidade de Taiúva, perto de Campinas, em São Paulo, Jonas contou por telefone ao site espanhol o seu começo de carreira, quando trancou a faculdade de Farmácia e foi jogar sem passar por divisões de base.

- Comecei a jogar aos 20 anos no Guarani, sem passar pelas categorias inferiores, algo difícil ou quase impossível hoje em dia. Mas me adaptei rapidamente e, uma temporada depois, assinei com o Santos - contou ele, que disse ter Ronaldo Fenômeno como seu ídolo da infância e achar Messi o melhor do mundo.

Perguntado sobre o segredo dos 23 gols no Brasileirão, ele se analisou como goleador:

- É difícil falar de mim, mas eu me vejo como um jogador técnico, com velocidade, boas visibilidade e conclusões de jogo e rápido. Mas eu gostaria de melhorar tudo sempre. Tudo o que você faz bem, você sempre pode fazer melhor - terminou.
 

Leia Também