Terça, 19 de Junho de 2018

Sistema “S” propõe encampar rodoviária

3 MAR 2010Por 05h:58
Caso a proposta de transferir a Universidade Estadual para a antiga rodoviária não se efetive, a alternativa mais consolidada é entregar o prédio para um consórcio formado pelas entidades que formam o Sistema “S” – Sesi, Sesc, Senac – administradas pelas federações do Comércio e da Indústria. A Fecomércio apresentou sua proposta à prefeitura em junho do ano passado. O projeto prevê a criação de um restaurante – escola voltado para o curso de gastronomia e formação de profissionais para atuar na rede hoteleira. Já o Sesi – vinculado à Federação das Indústrias – teria interesse em ocupar parte do espaço com a estrutura do curso de costura industrial, para atender à demanda por mão de obra do setor de vestuário e confecção. Os dois cinemas, com 700 lugares, seriam adaptados para servir como pequenos centros de convenção para a realização de palestras, seminários, shows musicais e teatrais. A Fecomércio propõe a reativação do terminal de transporte urbano coletivo no local, com acesso facilitado de pedestres à área central, e a criação de terminal rodoviário turístico com a função de recepção às chegadas e saídas de rotas turísticas. O projeto contempla também a concentração do City Tour municipal no local e transporte direto com a nova rodoviária e aeroporto. As duas entidades empresariais admitem que para abrigar esta estrutura do Sistema “S”, não vai ser preciso ocupar todo o prédio da antiga rodoviária. Outros serviços e instituições precisariam ser agregados para que não houvesse espaço ocioso.

Leia Também