Sábado, 24 de Fevereiro de 2018

SindJor-MS e acadêmicos organizam manifestação em defesa do diploma

24 SET 2008Por 15h:50
     

 

 

Em parceria com os centros acadêmicos dos cursos de Jornalismo de Campo Grande, o SindJor-MS (Sindicato de Jornalismo de Mato Grosso do Sul) marcou para o próximo sábado (27/09), a partir das 9h30, uma manifestação para coleta de assinaturas públicas em defesa do diploma de jornalismo como condição essencial para se exercer a profissão. Acadêmicos de jornalismo, professores e profissionais estarão concentrados próximos ao Bar do Zé, que fica entre as ruas 14 de Julho e 13 de Maio, sensibilizando os que passarem a assinarem o abaixo-assinado oficial, que já conta com várias adesões nacionais.


                

O Recurso Extraordinário (RE/511961), que está na pauta no Supremo Tribunal Federal (STF) para ser julgado neste semestre, questiona a exigência do diploma de jornalismo como condição essencial para exercer a profissão. Se os ministros aprovarem o recurso, qualquer pessoa, em tese, mesmo as que têm apenas o ensino fundamental ou até analfabetos, poderão requerer o direito de se tornarem jornalistas.


                

Pesquisa da CNT/Sensus divulgada esta semana, em Brasília, ouvindo 2 mil entrevistados em 136 municípios brasileiros, constatou que 74,3% dos consultados se declaram a favor do diploma e 13,9% contrários, sendo que 11,7% não souberam ou não responderam. Para a diretoria do SindJor-MS, a pesquisa é mais uma prova de que a luta pela defesa da regulamentação da profissão e contra a aprovação do Recurso Extraordinário em trâmite no STF precisa ser amplamente divulgada entre os vários setores da sociedade civil.

Leia Também