Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

PARALISAÇÃO

Sindicato suspende greve no Paulistão

Sindicato suspende greve no Paulistão
08/02/2014 00:00 - band


A sétima rodada do Paulistão 2014, neste fim de semana, está confirmada. Após ameaças de parar o campeonato, por causa da invasão ao centro de treinamento do Corinthians, o presidente do Sindicato dos Atletas de São Paulo (Sapesp), Rinaldo Martorelli, anunciou nesta sexta-feira que não haverá paralisação. Mas disse que o estado de greve será mantido.

“A gente quer continuar esse procedimento até ter uma definição eu possa nos dar cada vez mais segurança para a categoria e buscar a proibição ou evitar que esses marginais estejam entro do futebol”, declarou Martorelli.

A decisão foi anunciada após reunião com representantes da Comissão de Direito Esportivo da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). Líder do movimento Bom Senso FC, o zagueiro Paulo André participou das negociações, mas não esteve na entrevista coletiva em que Martorelli anunciou a suspensão da greve.

O presidente do Sapesp revelou contatos com o secretário de Segurança Pública de São Paulo, Fernando Grella, para pedir segurança para os jogadores. E diz ter conseguido o comprometimento dos comandos das polícias Civil e Militar de que os pedidos serão atendidos. Por isso a decisão de adiar a greve.

“As conquistas foram tantas, em tão pouco tempo, que a gente não podia ser irresponsável. É uma coisa muito amis ampla”, disse Martorelli, citando o apoio da Federação de Futebol de São Paulo e a participação do Ministério Público, entre outros.

Felpuda


Tudo indica que o MDB não conseguiu convencer o PSDB de iniciar namoro com vistas a casamento nas eleições, e a ideia teria sido descartada. Os tucanos demonstraram que o problema deles não é o cargo: os emedebistas ofereceram a vaga de vice na disputa à Prefeitura de Campo Grande, a mesma cobiçada pelos tucanos, mas na chapa do PSB do atual prefeito. A questão, politicamente falando, seria, digamos, o oferecido “noivo”. Afe!