Simone indica que será vice de André

Simone indica que será vice de André
09/03/2010 08:08 -


A prefeita de Três Lagoas, Simone Tebet (PMDB), indicou que será candidata a vice na chapa do governador André Puccinelli (PMDB). Ela só deve anunciar oficialmente sua renúncia ao cargo de prefeita a partir do dia 20, depois de uma reunião que será realizada com o governador, quando serão definidos detalhes do projeto eleitoral. Ontem, em entrevista ao Correio do Estado, Simone disse que vai enfrentar o desafio de ser vice para contribuir mais com a sua cidade e com o Estado. “Me sinto honrada pelo convite e sei que posso confiar no projeto do governador e retribuir a confiança que ele deposita em mim”, afirmou. Ela destacou que a sua saída da prefeitura não é uma escolha pessoal, pois seu maior sonho não é a vida pública e sim seu trabalho como advogada e professora. Simone observou que vai deixar a Prefeitura de Três Lagoas numa situação confortável, com as finanças organizadas e com uma perspectiva altamente positiva para a cidade, que deve receber ainda este ano a construção de três empreendimentos: a fábrica de celulose, do grupo Florestal Brasil; a siderúrgica Três Lagoas, do grupo Grendene e Votorantim Siderurgia e a fábrica de fertilizantes da Petrobras. Simone será substituída na prefeitura pela professora universitária Márcia Moura, atual secretária de Desenvolvimento Econômico, que já foi vereadora e é amiga pessoal da atual prefeita. “Quando decidi pelo segundo mandato, não negociei com nenhum partido a vaga de vice, pois queria alguém da minha mais absoluta confiança. Fui contra os interesses de muita gente que queria a vaga. Mas optei em ter ao meu lado alguém que me oferecesse fidelidade, acima de tudo”. Para Simone, a escolha de André tem como base as mesmas condições. “A base de nossa união não é apenas partidária. Somos amigos e nossa confiança é recíproca”, frisou.
smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".