Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Siemens teria pago propina a grupo de Roberto Jefferson

2 MAR 14 - 07h:00momentoverdadeiro

O grupo do ex-deputado Roberto Jefferson, do Partido Trabalhista Brasileiro (PTB), teria recebido propina da Siemens, de acordo com informações divulgadas no jornal O Globo. Para obter contratos com os Correios em 2005, a empresa alemã teria pago pelo menos R$ 150 mil.
De acordo com o jornal 'O Estado de S. Paulo', as planilhas encontradas em computadores de dois ex-diretores dos Correios indicam o esquema. Segundo a publicação, Jefferson controlava politicamente a empresa pública. E foi por suspeita de estar envolvido em desvios financeiros nos Correios que ele denunciou o esquema do mensalão.

Os dois ex-diretores da estatal, em que as planilhas que indicam a propina foram encontradas, são Maurício Marinho e Fernando Godoy, ambos réus, ao lado de Jefferson, na ação penal do Ministério Público aberta para investigar o caso.

O contrato dos Correios com a Siemens, que também é alvo das investigações do cartel de trens que atuou nos governos tucanos em São Paulo, é no valor de R$ 5,3 milhões e prevê o fornecimento de sistemas eletrônicos de movimentação e triagem de carga. De acordo com o Ministério Público, na prática, a propina, de 3% do valor total do contrato, servia para obter informações privilegiadas sobre licitações para fraudar o processo e vencer as disputas.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Mais famílias campo-grandenses conseguem pagar as dívidas
APONTA PESQUISA

Mais famílias campo-grandenses conseguem pagar as dívidas

Agehab dá dez dias para mutuários regularizarem dívidas
INTERIOR

Agehab dá dez dias para mutuários regularizarem dívidas

União agilizará reconhecimento de emergência por queimadas em MS
DIZ MINISTRO

União agilizará reconhecimento de emergência por queimadas em MS

Investigações contra agressor de Bolsonaro podem ser retomadas
PRESO EM CAMPO GRANDE

Agressor de Bolsonaro pode voltar a ser investigado

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião