quinta, 19 de julho de 2018

LICENÇA AMBIENTAL

Shopping “expulsa” Garras e pretende ampliar área em 17%

18 SET 2010Por 07h:16

Edivaldo Bitencourt e Carlos Henrique Braga

O Shopping Campo Grande quer ampliar em 17% a área de lojas e vai “expulsar” o Grupo Especializado de Repressão a Roubo a Banco, Assaltos e Sequestros (Garras) do atual espaço, que é cedido em comodato. A previsão do grupo BRMalls, que detém 67,6% do centro comercial, é inaugurar a ampliação no segundo trimestre do próximo ano. O pedido de licenciamento ambiental para a ampliação já foi protocolado na Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano (Semadur), conforme edital publicado ontem no Diário Oficial do município.
Conforme o BRMalls, a Área Bruta Locável (ABL) será ampliada em 5.644 metros quadrados, o que representará acréscimo de 17% sobre o espaço atual, de 33 mil m². A ABL atual comporta sete âncoras, como Riachuelo, Carrefour, Pernambucanas e C&A, e mais 154 lojas. O estacionamento tem capacidade para 2.372 veículos e motocicletas, conforme relatório do acionista majoritário.
Inaugurado há 21 anos, em outubro de 1989, o Shopping Campo Grande recebe cerca de 9 milhões de visitantes por ano, segundo o grupo BRMalls. Das lojas disponíveis, o índice de vacância é zero e a inadimplência é uma das mais baixas do País.

Ampliação
Para ampliar o atual prédio, o Shopping Campo Grande solicitou ao Governo do Estado a devolução da atual área ocupada pelo Garras. A unidade policial só aguarda a conclusão do prédio no Bairro Cidade Jardim, na saída para Três Lagoas, para realizar a desocupação e permitir o início das obras de ampliação.
Em maio, quando o Correio do Estado anunciou a ampliação da área, o prefeito Nelsinho Trad (PMDB) garantiu que serão exigidas medidas para compensar o aumento no tráfego de veículos e consumidores na região. No momento, o acesso ao shopping já é dificultado com a restrição imposta pelas obras contra enchentes, que só serão concluídas em março.

Novos shoppings
Esta será a terceira ampliação do shopping desde a inauguração. Houve obra para a implantação do Cinemark, rede de cinemas com 10 salas. Há quatro anos, a praça da alimentação foi ampliada para comportar 580 consumidores.
O Pátio Central Shopping já funciona no centro da cidade. E outros dois estabelecimentos estão em construção, o Shopping Norte Sul Plaza, que inaugurar a segunda etapa até março de 2011, e o Bosque dos Ipês, com previsão de ser ativado daqui dois anos.

Leia Também