segunda, 23 de julho de 2018

SFA/MS registra aumento de 39% no comércio de pescados

24 AGO 2010Por 12h:30
     

De janeiro a julho deste ano o Serviço de Fiscalização de Produtos de Origem Animal da Superintendência Federal de Agricultura no Mato Grosso do Sul, registrou um aumento de 45% no recebimento de pescados de pisciculturas, na plataforma de abate do SIF 2985 de Itaporã/MS, o único com Inspeção Federal no Estado. Nesse período foi registrado o recebimento para abate de 1.063 toneladas de peixes, contra 730,5 toneladas em 2009. As vendas de pescado sul-mato-grossense para o mercado interno também reagiu positivamente, registrando aumento de 39% no mesmo período, conforme dados do Sistema de Gerenciamento do Serviço de Inspeção Federal do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (SIGSIF/MAPA).

Até o mês de julho, Mato Grosso do Sul já havia comercializado 447.8 toneladas de filés, costelinhas e postas de Pintado, Pacu e Tilápia para os estados de São Paulo, Minas Gerais, Rio Grande de Sul e Brasília. No mesmo período do ano passado o mercado interno absorveu 322.4 toneladas.

 

Exportação

As exportações de pescado processado por via aérea para a Alemanha, Suíça e Estados Unidos, embarcados semanalmente por meio da UVAGRO/SFA/MS do Aeroporto Internacional de Campo Grande, tiveram queda de aproximadamente 30% neste primeiro semestre em relação ao mesmo período do ano passado. Segundo o FFA João Hilário Pires, Chefe da Unidade de Vigilância Agropecuária Internacional da SFA/MS no Aeroporto, apesar da queda registrada nas exportações, novos mercados como Portugal e Chile passaram a adquirir o produto.

Segundo o FFA Aparício Dorneles, responsável pelo SIF 2895, a diminuição das exportações ocorreram em função do câmbio monetário, tendo havido significativa redução dos volumes enviados em especial para os EUA e Chile. Essa drástica redução aconteceu em maior escala sobre a espécie Tilápia, devido à cotação do dólar e fundamentalmente pela competição com o peixe Pangasius oriundo do Vietnan. No total, incluindo as remessas enviadas por via marítima foram exportados este ano 85.37 toneladas, contra 110.17 toneladas em 2009. O volume de Pintado para exportação teve um aumento significativo em relação ao exportado no ano passado.

 

        A unidade de processamento de Itaporã também faz alevinagem e engorda das espécies que comercializa. A produção de alevinos para a safra 2010/2011 recebeu incremento de 253 % em relação ao ano passado, passando de 790 mil para mais de 2 milhões de alevinos de Pintado. A previsão do estabelecimento é um aumento na produção em mais de 100% do volume comercializado.

Leia Também