Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

Seymour Hoffman afirmou a amigos temer que droga o matasse, revela site

Seymour Hoffman afirmou a amigos temer que droga o matasse, revela site
04/02/2014 17:48 - folhapress


O ator Philip Seymour Hoffman disse a amigos, seis semanas atrás, que temia morrer por overdose e usava heroína compulsivamente, de acordo com o site "TMZ". Ele foi encontrado morto em seu apartamento no último domingo.

Os relatos iniciais apontam que a causa da morte do ator, que no passado reconheceu problemas com drogas, pode ter sido overdose.

Fontes do site afirmam que Hoffman disse que começou a se injetar heroína e não conseguia parar. Ele também bebia excessivamente.

"Se eu não parar, vou morrer", respondeu ele, quando um amigo lhe perguntou quão sério era o problema.

O ator frequentava reuniões dos Alcoólicos Anônimos nos últimos quatro anos e era considerado um guru, por ter se mantido sóbrio por tanto tempo.

Ele fazia discursos motivacionais nos encontros.
Hoffman teve uma recaída em maio de 2013, quando ficou internado dez dias em uma clínica de reabilitação, por uso de heroína.

Ele havia passado 23 anos sem o uso de drogas.

Vencedor do Oscar por sua interpretação em "Capote", Seymour Hoffman, 46, foi encontrado morto em seu apartamento em Nova York. Ele foi encontrado com uma seringa enfiada no braço ao lado de um envelope contendo uma substância que foi apontada como heroína. 

Felpuda


Sindicalista defende o fim de mordomias e privilégios dos políticos e dos integrantes de outros Poderes, conforme divulgação feita por sua assessoria. Para ele, está na hora de se colocar um basta nessa situação, questionando, inclusive, o número de parlamentares e de assessores. Entretanto, não demonstra a mesma aversão por aqueles dirigentes de sindicatos que se perpetuam no poder e que comandam mais de uma entidade, assim como ele. Afinal, o exemplo deve vir de casa, né?