Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, sábado, 15 de dezembro de 2018

BOMBEIROS

Sexto grupamento comemora sete anos hoje

14 ABR 2011Por da redação07h:34

Instalado em 2004 na Capital do Estado, o 6° Grupamento do Corpo de Bombeiros Militar comemora sete anos de criação nesta semana. Para celebrar, o Comando Geral do Corpo de Bombeiros realiza hoje, às 9 horas, solenidade militar na sede da unidade localizada no Parque dos Poderes.

Durante o evento está prevista a demonstração de técnicas operacionais de combate a incêndio com resgate e salvamento. A comemoração contará com a presença do comandante geral do Corpo de Bombeiros Militar de Mato Grosso do Sul, coronel Ociel Ortiz Elias, e outras autoridades civis e militares.

O grupamento abrange as unidades do 1º SGB, com sede no Parque dos Poderes e Seção Operacional no Centro, e o 2º SGB instalado no bairro Coronel Antonino. Contam em seu efetivo corporativo atualmente 140 soldados bombeiros, que atendem principalmente ocorrências pré-hospitalares e acidentes de trânsito. Atende aproximadamente uma área de 445 mil habitantes, nas regiões norte da Capital e dos municípios de Ribas do Rio Pardo, Jaraguari, Rochedo, Bandeirantes, Camapuã, Corguinho, Rio Negro, São Gabriel do Oeste e Figueirão.

No ano de 2004, a Corporação implantou o Comando Metropolitano de Bombeiros (CMB), em substituição ao 4º Subgrupamento de Bombeiros do 1º Grupamento de Bombeiros (4ºSGB/1ºGB). Com a mudança foi criado o 6º Grupamento de Bombeiros (6º GB) em 14 de abril de 2004, subordinado ao CMB, compondo a atual estrutura administrativa e operacional do Corpo de Bombeiros.

Ao longo desses sete anos, já passaram pelo Comando da Unidade o coronel Fernando Ávalos Cabanha, tenente-coronel Joilson Alves do Amaral, tenente-coronel Rodinei Ribeira Ceballos e o major Edson Ferreira Pinto. Atualmente o grupamento é comandado pelo tenente coronel Esli Ricardo de Lima.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também