Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Assine a Newsletter

Seul acusa Coreia do Norte pelo ataque ao navio que matou 46

21 MAI 10 - 09h:02
SEUL

O presidente da Coreia do Sul, Lee Myung-bak, afirmou ontem que Seul vai tomar medidas “firmes” contra a Coreia do Norte para que admita sua responsabilidade pelo afundamento de um navio de guerra sul-coreano que matou 46 marinheiros no último dia 26 de março.

Lee fez as declarações durante conversa telefônica com seu colega australiano, Kevin Rudd, no dia em que Seul acusou formalmente Pyongyang de ter atacado com um torpedo a embarcação “Cheonan”, perto da fronteira dos dois países.
“Devemos fazer a Coreia do Norte admitir sua ação e obrigá-la a ser novamente um membro responsável da comunidade internacional”, destacou Lee Myung-Bak.

Imediatamente depois que a Coreia do Sul publicou o relatório responsabilizando os vizinhos pelo ataque, Pyongyang emitiu um comunicado no qual rejeitou as acusações e chamou Lee de “traidor”.
A Coreia do Norte negou qualquer envolvimento no incidente e advertiu para o risco de uma “guerra generalizada”, caso sofra sanções internacionais ligadas ao naufrágio. Pyongyang também qualificou as conclusões dos investigadores internacionais de “invenções”.
Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Para Rui Costa, Haddad tem prioridade para corrida presidencial
ELEIÇÕES 2022

Para Rui Costa, Haddad tem prioridade para corrida presidencial

REFORÇO

Marinho: civis contratados para atendimento no INSS terão adicional de 30%

Muriel promete força total contra o Rubro-Negro no clássico Fla-Flu
TAÇA GUANABARA

Muriel promete força total contra o Rubro-Negro no clássico Fla-Flu

Temporal atinge Campo Grande e Defesa Civil emite alerta
CHUVA FORTE

Temporal atinge Campo Grande e Defesa Civil emite alerta

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião