OUTRO LADO

Setores sem benefício reclamam de restrição de IPI que foi prorrogado

Setores sem benefício reclamam de restrição de IPI que foi prorrogado
31/08/2012 03:00 - ADRIANA MOLINA


O governo prorrogou a redução do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) na linha branca, móveis, materiais de construção e veículos, mas nem todos comemoram a medida. Se por um lado concessionárias, lojas de eletrodomésticos, construção e móveis festejam a expectativa de mais alguns meses de aumento nas vendas, por outro, há segmentos do varejo sentindo-se prejudicados.

Isso porque a disparada no consumo, principalmente de carros e de produtos da linha branca, elevou significativamente o comprometimento da renda familiar. O cenário fez com que os consumidores apertassem os cintos, abrindo mão da compra de outros produtos, causando desaceleração nas comercializações desses segmentos.
 

Leia mais no jornal Correio do Estado

smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".