Segunda, 19 de Fevereiro de 2018

Setor têxtil tem déficit de US$ 1,5 bi

7 AGO 2010Por 17h:00
     

A balança comercial do setor têxtil brasileiro fechou em déficit de US$ 1,5 bilhão, segundo comunicado divulgado nesta sexta-feira. Embora as exportações tenham crescido, o número de importações também avançou em ritmo superior, o que causou o déficit.

No primeiro semestre de 2010, as exportações brasileiras da cadeia têxtil e de confecção, desconsideradas as fibras de algodão, contabilizaram US$ 675 milhões que equivale a 143 mil toneladas apresentando um crescimento de 20%, em valor, e 7,2%, em volume, comparadas ao mesmo período do ano anterior.

Em contrapartida, as importações contabilizaram US$ 2,25 bilhões e 558 mil toneladas apresentando crescimento de 40,2% em valor, e 63,3% em volume, fazendo assim a balança comercial fechar o semestre com déficit de US$ 1,5 bilhão, resultado superior aos US$ 972 milhões registrados no mesmo período do ano passado.

Caso a tendência siga a mesma, o setor deverá fechar o ano com mais de US$ 3,5 bilhões negativos em sua balança comercial.

De acordo com um levantamento do BNDES, relacionando valor de produção e empregos, este déficit equivale a não geração de pelo menos 135 mil postos diretos de trabalho no Brasil. "Os números da balança comercial mostram que mesmo com uma taxa de câmbio desfavorável à exportação, o setor tem se esforçado para manter e expandir seus mercados externos", afirmou Aguinaldo Diniz Filho, presidente da Abit (Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção).

Leia Também