terça, 17 de julho de 2018

Setor de autopeças teme impacto com alta do aço

11 SET 2009Por 13h:00
     

        O Sindipeças (Sindicato Nacional das Indústrias de Peças e Componentes Automotores) lançou ontem um manifesto público, em que protesta contra aumentos nos preços do aço, da ordem de 13%, efetuados pelas siderúrgicas brasileiras neste mês e que podem gerar demissões e quebra de empresas do setor automotivo, de acordo com a entidade.

        Segundo membro do conselho de administração do Sindipeças, Mário Milani, a participação do aço nos custos de produção, na média, gira em 50%. Com isso, o impacto é de 6,5% de elevação de custos. "Se não conseguirmos repassar essa alta, isso representa acabar com o setor", assinala.

        Com informações do Diário Online

Leia Também