ELEIÇÕES 2012

Sete poderão duelar pela prefeitura de Campo Grande a partir de sexta

Sete poderão duelar pela prefeitura de Campo Grande a partir de sexta
01/07/2012 00:02 - adilson trindade e danubia burema


Com a definição dos partidos nas convenções de ontem (30), sete candidatos poderão entrar em campo de batalha a partir da próxima sexta-feira (6) para conquistar a Prefeitura de Campo Grande. A polêmica antes das convenções era a informação do recuo do deputado estadual Alcides Bernal (PP). O governador André Puccinelli (PMDB) chegou a assegurar a adesão de Bernal. Mas o deputado negou com veemência a renúncia de sua pré-candidatura e esperava por vice indicado pelo PSD.

Quando cogitou, ontem, procurar o PSD para acertar a composição já era tarde. Na sexta-feira, o presidente regional do partido, ex-senador Antonio João Hugo Rodrigues, teria oferecido a indicação do vice para fechar aliança. O deputado, no entanto, pediu mais prazo para avaliar a proposta. Ontem, antes de iniciar a convenção, Antonio João anunciou a desistência de concorrer à prefeitura por falta de apoio de outros partidos e a decisão de se aliar ao PMDB para salvar a chapa de vereadores.

Clique aqui para ler a matéria completa

smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".