Campo Grande - MS, domingo, 19 de agosto de 2018

TRÊS LAGOAS

Sete homicídios e cinco não esclarecidos

12 MAR 2011Por PERFIL NEWS00h:00

Este ano foram registrados sete homicídios na região de Três Lagoas. Só em janeiro, cinco pessoas foram assassinadas no município. Dois dos crimes foram elucidados e os acusados presos.

Nos meses de fevereiro e março, a polícia registrou um homicídio em cada mês. Ambos ainda não esclarecidos.

Com relação as investigações, o delegado Ailton Pereira, da Delegacia de Investigações Gerais (DIG), afirmou que os crimes não elucidados ainda estão sendo apurados pelos policiais civis. "Todos estão sendo investigados. Enquanto o crime não é esclarecido as investigações continuam".

Primeiro caso

O primeiro caso, aconteceu no dia 5 de janeiro, no bairro santa Júlia, onde, Ivanilson Corrêa de Aquino, de 25 anos, foi assassinado em sua residência.

O jovem possuía passagens, e já tinha sido preso em flagrante por porte ilegal de arma de fogo.

O caso ainda está sendo investigado. A princípio, não há autoria confirmada

Tiro na cabeça

Mizael Vicente Ferreira, de 66 anos, comerciante, foi a segunda vítima de homicídio do ano. O idoso foi morto com um tiro na cabeça em sua residência, na Rua Duque de Caxias, no bairro Vila Nova, no dia 19 de janeiro.

Os três acusados de participarem do crime, Francolino Teixeira da Silva, de 20 anos,  conhecido como “Frank”; Thalisson Gonçalves Cordeiro, de 21 anos,  o “Thales” e Jefferson Alencar dos Santos, de 19 anos,o “Véi”, foram presos e encaminhados ao Presídio de Segurança Média.

Um dos envolvidos, Thales, já havia sido preso e possuía antecedentes criminais. Véi também possuía passagens pela polícia.

A golpes de faca

Um jovem que estava foragido da colônia penal de Campo Grande, Lazaro Simões Ferreira, de 27 anos, foi assassinado a facadas, no dia 24 de janeiro, na Rua Tiradentes, no bairro Santos Dummont após uma discussão, onde teriam ocorrido ameaças de ambas as partes. O acusado, Jerônimo Anselmo Vieira Neto, de 27 anos, foi preso em flagrante após confessar o crime.

A vítima, possuía passagens por furto, roubo e já havia sido preso. Neto, o acusado, possuía passagens por tráfico, ameaça, e com o último crime, homicídio.

Cadáver na BR-158

No dia 28 de janeiro, um adolescente, popularmente conhecido como "Rosca", foi encontrado morto, a tiros, na entrada de uma fazenda entre os municípios de Três Lagoas e Selvíria, na rodovia BR-158.

O corpo já estavam em estado de putrefação.

O autor do crime ainda não foi identificado e as investigações sobre o caso continuam.

Mais de 40 facadas

A dona de casa Rosimeire Conceição da Silva, de 35 anos, foi morta dentro de sua residência, na Rua Manoel Antônio Geremias, no bairro Vila Popular.

A mulher foi atingida por aproximadamente 40 golpes de faca, na região da barriga. O fato ocorreu no dia 30 de janeiro.

O autor do crime ainda não foi identificado. A polícia continua as investigações do caso.

Fevereiro

A primeira e única vítima de fevereiro foi Adejair Pereira de Souza, de 30 anos. Uma pessoa teria invadido sua residência e começado a brigar, em seguida, atirou três vezes contra o jovem, que morreu em sua residência no dia 24 de fevereiro, na Rua A, no bairro Vila Verde.

Último caso

O último caso aconteceu no Bairro Jardim das Oliveira, no dia 5 de março, onde Luiz Roberto da Paz, de 28 anos, foi morto a tiros em sua residência. A vítima chegou a ser encaminhada ao hospital, onde ficou na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), porém não resistiu os ferimentos e morreu.

O jovem, possuía passagem, furto e lesão corporal. O homicídio do jovem está sendo investigado. Ainda não foi comprovada autoria do assassinato.

Leia Também