segunda, 23 de julho de 2018

Serviços de entrega rápida dos Correios continuam suspensos

2 ABR 2008Por 12h:05
     

 

Segundo Manoel Cantoara, secretário-geral da Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas de Correios, Telégrafos e Similares (Fentect), as negociações com o governo continuam, apesar de já ter sido apresentada uma proposta de prorrogação do pagamento do abono emergencial de 30% do salário por 90 dias. A greve foi deflagrada porque o pagamento do abono foi suspenso no mês de março. Pela proposta do governo, o abono de março será pago até sexta-feira (28). O secretário-geral da federação diz que sindicatos de 23 estados e do Distrito Federal aderiram à paralisação, o que totalizaria cerca de 60 mil funcionários. Os Correios contestam a informação. A assessoria informa que, na terça-feira (1°), cerca de 18 mil funcionários aderiram à paralisação.

 

Com informações do site G1

Leia Também