REAJUSTE

Serviço de água e esgoto fica mais caro a partir do dia 27 de janeiro

Serviço de água e esgoto fica mais caro a partir do dia 27 de janeiro
28/12/2013 00:00 - DA REDAÇÃO


Os campo-grandenses vão pagar mais caro pela água e esgoto a partir do dia 27 de janeiro. Segundo publicado ontem (27) no Diário Oficial, o reajuste tarifário de 5,58% será aplicado nas contas dos consumidores pela Águas Guariroba, empresa responsável pelo abastecimento na Capital, com valores que chegam a R$ 15,64 para prédios públicos que gastarem acima de 20 m³.

De acordo com matéria publicada neste sábado (28) pelo jornal Correio do Estado, para as residências, a variação da taxa que era de R$ 2,86 a R$ 6,66 por m³ passa a ser de R$ 3,02 a R$ 7,03. Na tarifa social, para pessoas que consomem até 10 m³, a conta sobe de R$ 28,60 para R$ 30,20.

A tarifa mínima de esgoto, serviço atualmente disponível para 73% da população da Capital, passará de R$ 20 para R$ 21,10. Conforme a Águas, quase a totalidade dos campo-grandenses (99,6%) dispõe do serviço de água tratada.

O aumento, previsto em contrato, está abaixo da inflação nacional acumulada nos últimos 12 meses, que foi de 5,86%. “O reajuste acontece todos os anos e é previsto contratualmente devido às perdas inflacionárias”, disse a diretora-presidente da Agência de Regulação dos Serviços Públicos Delegados de Campo Grande (Agereg), Ritva Vieira. A reportagem é de Beatriz Longhini.

smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".