Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

Série "Dora, a Aventureira" ajudou Náufrago a se comunicar

Série "Dora, a Aventureira" ajudou Náufrago a se comunicar
17/02/2014 06:00 - r7


Surgiu neste sábado (15) mais um fato curioso sobre o náufrago José Salvador Alvarenga, que ficou 13 meses à deriva no Oceano Pacífico. De acordo com a agência France Presse, o homem teria se comunicado com as primeiras pessoas que o avistaram graças à animação educativa Dora, a Aventureira.

As palavras em espanhol ensinadas no desenho foram decisivas para que as primeiras pessoas que o encontraram nas Ilhas Marshall compreendessem o que Alvarenga dizia.

O salvadorenho foi avistado por Amy Libokmeto e Russell Laijedrik, únicos habitantes da região próxima à praia onde o náufrago apareceu. Sem compreender Alvarenga, Libokmeto avisou a prefeita da aparição do homem, mas foi o filho da mandatária quem entendeu suas palavras, com base na animação.

Foi assim, então, que a história de José Alvarenga começou a fazer sentido.

No fim de 2012, o salvadorenho saiu para caçar tubarões na costa mexicana do Oceano Pacífico com o amigo Ezequiel Córdoba, de 23 anos, e os dois desapareceram. Após 13 meses em alto mar, alimentando-se de aves, peixes e tartarugas, José Alvarenga apareceu nas Ilhas Marshall em 29 de janeiro deste ano.

Segundo o náufrago, seu amigo morreu em alto mar quatro meses após o início da navegação.

Felpuda


Sindicalista defende o fim de mordomias e privilégios dos políticos e dos integrantes de outros Poderes, conforme divulgação feita por sua assessoria. Para ele, está na hora de se colocar um basta nessa situação, questionando, inclusive, o número de parlamentares e de assessores. Entretanto, não demonstra a mesma aversão por aqueles dirigentes de sindicatos que se perpetuam no poder e que comandam mais de uma entidade, assim como ele. Afinal, o exemplo deve vir de casa, né?