terça, 17 de julho de 2018

Será difícil Dantas provar sua inocência, diz ministro

13 JUL 2008Por 16h:22
     

        Da redação

        O ministro Tarso Genro (Justiça) disse em entrevista publicada neste domingo na Folha de S. Paulo que considera "muito difícil" que o banqueiro Daniel Dantas, do Opportunity, consiga provar sua inocência. Para o ministro, há "farta prova dentro do processo" e está "praticamente comprovado" que tentou subornar um delegado da Polícia Federal, além da descoberta de crimes financeiros.

        Na entrevista, Tarso evitou acirrar a polêmica com o presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), ministro Gilmar Mendes, sobre as operações da PF. O ministro concordou com presidente do Supremo que houve "espetaculosidade" na Operação Satiagraha, mas defendeu o uso de algemas nos presos.

        Como chefe da Polícia Federal, o ministro defendeu o trabalho do delegado Protógenes Queiroz, responsável pelas investigações que resultou na prisão de Dantas, do investidor Naji Nahas, do ex-prefeito de São Paulo Celso Pitta e mais 14 pessoas. Com exceção do consultor Hugo Chicaroni, que continua preso em São Paulo, todos já foram soltos.

        "Protógenes fez um trabalho brilhante de natureza técnica, independentemente de ter cometido equívoco ou não", disse Tarso. (informações da Folha de S. Paulo)

         

Leia Também