Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, terça, 20 de novembro de 2018

Campo Grande

Sequestro de caminhoneiro foi planejado por detentos da Máxima

23 AGO 2012Por Thiago Gomes e Gabriel Maymone14h:10

Policiais da Delegacia Especializada de Furtos e Roubos de Veículos (Defurv) apresentaram, nesta manhã (23), Dioclédes Bispo de Jesus, acusado de participação do roubo de um caminhão e sequestro do motorista no sábado (18), em Campo Grande. Ele foi preso no mesmo dia do crime, pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), na rodovia BR-463, região de Ponta Porã (MS), quando tentava atravessar o veículo roubado ao Paraguai.

Segundo a delegada Maria de Lourdes Cano, responsável pelas investigações, o crime teria sido planejado pelos detentos do presídio de segurança máxima da Capital, Eliezer Gamarra Ledesma e Anderson Patrício de Oliveira.

As investigações apontam que os detentos contrataram, de dentro do presídio, uma empresa para realizar um serviço de frete de equipamentos frigoríficos de Campo Grande até Lins (SP). Com a empresa, ficou combinado que dois homens encontrariam com o motorista do caminhão em frente ao posto Caravaggio, na BR-163.

No local combinado, o motorista foi rendido pelos bandidos. Enquanto Dioclédes levava o veículo até a fronteira, o comparsa dele, Daniel Dias da Silva levou a vítima até um cativeiro, que foi descoberto pela polícia após a prisão de Dioclédes. No confronto com a polícia, Daniel foi baleado e morreu.

Carreta seria levada ao Paraguai - Foto: Valdenir Rezende / Correio do Estado

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também