Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

CAMPO GRANDE

Sequestrador dorme, vítima foge e avisa polícia que prende envolvidos

25 FEV 11 - 11h:50vivianne nunes e evelin araujo

O estudante de Direito, Alexandre Luis Balbinoti, 37 anos, foi feito refém nesta noite ao sair de um bar próximo da Avenida Ceará, em Campo Grande. Com uma arma apontada para a cabeça um dos quatro membros da quadrilha que efetuou o sequestro relâmpago, levou o homem em seu carro, um Peugeot 207, até a sede do Sindicato dos Funcionários e Segurados do Tribunal de Contas do Estado onde foi amarrado e amordaçado. O fato ocorreu por volta das 23h e conforme relatos da vítima, o homem identificado como Marvim Moreira, 21 anos, caseiro do local, ficou de guarda e acabou dormindo. Na manhã de hoje Alexandre se aproveitou do descuido do bandido, conseguiu se desamarrar, fugiu pulando um muro e conseguiu chamar a Polícia.

Ainda pela manhã, no cativeiro, oito policiais militares da Rondas Táticas do Centro (Rotac),  da Companhia Independente de Gerenciamento de Crises e Operações Especiais (Cigcoe) e do 9º Batalhão de Polícia Militar chegaram até o local e surpreenderam o caseiro que dormia com a arma encostada no peito. O telefone de Marvim tocou e a o policia o orientou para que ele deixasse os comparsas chegarem até o local, onde foram presos em flagrante.

Os acusados Marvim Moreira, Felipe Almeida Rodrigues, 24 anos, Toniel Ramires Gonçalves, 25 anos e um adolescente de 17 anos foram encaminhados para a Delegacia de Roubos e Furtos (Defurv) onde estão sendo ouvidos. Felipe Almeida Rodrigues tem passagem por formação de quadrilha na Defurv. Ele e mais duas pessoas foram presas no dia 21 de setembro de 2010 com duas motos roubadas, mais outros objetos. 

A vítima sofreu escoriações nos pulsos e no pescoço por causa da corda utilizada para aprisiona-la.

Policiais apreenderam com a quadrilha, uma arma calibre 38 e duas caixas de dvds piratas que estavam no carro utilizado para chegar até a vítima.

 

Editada às 12h50min para acréscimo de informações

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

BRASIL

Agressores de mulheres não poderão tirar carteira de advogado, diz OAB

STJ mantém efeitos de liminar que revogou prisão de Puccinelli
MÉRITO

STJ mantém efeitos de liminar que revogou prisão de André

BRASIL

Oposição fecha questão contra Previdência e quer atrasar análise na CCJ

BRASIL

Abertura comercial do país deve ser lenta, gradual e segura, diz Mourão

Mais Lidas