Quinta, 22 de Fevereiro de 2018

FÓRMULA 1

Senna reprovaria chuva fake, diz Webber

4 MAR 2011Por ESTADÃO16h:00

O australiano Mark Webber, da Red Bull, não teve o menor pudor de reprovar a ideia no mínimo esdrúxula do chefão da Fórmula 1, Bernie Ecclestone, que sugeriu a produção de chuva artificial para dar mais emoção às corridas da categoria. Para o dirigente, o uso do recurso propiciará mais ultrapassagens nas provas.

Em entrevista à rede britânica BBC, reproduzida pelo site da revista Autosport, Webber foi direto ao ser questionado se aprova a iniciativa proposta pelo dirigente: "Não e não. Não seria a maneira mais sofisticada para tornar o espetáculo mais divertido".

Webber ainda lembrou de ídolos da Fórmula 1 que, na opinião dele, reprovariam a ideia de Ecclestone. Entre eles, o australiano citou Ayrton Senna, que ficou também conhecido por sua rara habilidade de controlar o carro na chuva.

"Pode ser mais emocionante quando temos algumas condições climáticas diferentes, o que já acontece. Mas experimente pensar em Jimmy Clark, Jackie Stewart e (Ayrton) Senna, os mestres da pista molhada. Jackie ainda está aqui (vivo), mas os outros dois estariam se revirando em seus túmulos se pensassem que nós teríamos chuveiros em volta da pista", ironizou Webber.

Apesar das críticas que recebeu e certamente receberá por causa da sua ideia, Ecclestone reiterou à BBC que segue apostando na iniciativa de produzir chuva artificial, lembrando que o novo sistema poderia ser usado de forma aleatória e imprevisível durante as corridas. "Seria, talvez, parar e, talvez, fazer chover novamente mais tarde. Ou talvez não. Portanto, ninguém saberia (quando seria produzida a chuva artificial)", disse.

Leia Também