Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

DROGAS

Senadores aprovam projeto que acelera incineração

16 MAR 14 - 20h:00FOLHAPRESS

O Senado aprovou nesta semana projeto que fixa o prazo máximo de 30 dias para a incineração de drogas apreendidas pela polícia. A destruição da droga deve ser imediata se não houver prisão em flagrante na apreensão da droga, ou se ela for recolhida de uma plantação ilícita.

O projeto segue para sanção da presidente Dilma Rousseff.

Nos casos de prisões em flagrante, a incineração não é imediata, mas o projeto determina o prazo de 30 dias para a sua destruição. Em todos os casos, os policiais são autorizados a recolher amostra da droga para ser usada nas investigações.

A atual legislação permite a incineração da droga por determinação judicial, ou após a conclusão do processo na Justiça. A mudança acelera a destruição de drogas como maconha, cocaína e crack --seja na sua versão original ou processada.

O objetivo da proposta é evitar que a droga seja armazenada em delegacias e até mesmo em cartórios, o que permite ações para a sua recuperação por meio de organizações criminosas.

"Há casos de ataques de traficantes a delegacias para o roubo de drogas apreendidas. Em Campinas [SP], houve um caso de roubo de 450 quilos de drogas numa delegacia", disse o senador Humberto Costa (PT-PE), relator do projeto.

Costa diz que o projeto também evita a "corrupção policial", ao evitar que drogas sejam usadas como moeda de troca por agentes.

Autor do projeto, o deputado Lincoln Portela (PR-MG) disse que as delegacias têm "ônus" ao estocar drogas apreendidas porque se tornam alvo preferencial dos bandidos.

"Com essa medida, se estará resolvendo um grave problema que é a transformação dos depósitos policiais em alvos preferenciais para atos criminosos, ao mesmo tempo em que não se estará prejudicando o julgamento dos envolvidos com a droga apreendida", afirmou. 

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

BRASIL

Fortaleza: Bombeiros buscam sobreviventes em prédio que ruiu; uma pessoa morreu

ECONOMIA

Pan, BMG e Bradesco lideram ranking de reclamações contra bancos do BC

ECONOMIA

Superintendência do Cade decide arquivar inquérito contra bandeiras de cartões

BRASIL

Quadrilha desviava cartões de crédito remetidos pelos Correios

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião