Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Paulo Paim

Senador considera lamentável vetos a LDO

20 AGO 12 - 12h:15Agência Senado

A presidente Dilma Rousseff sancionou, com vetos, a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) aprovada pelo Congresso Nacional em 17 de julho. A publicação foi feita em edição extra do Diário Oficial neste fim de semana, com 25 justificativas para os itens vetados, que incluem artigos, parágrafos e incisos.

Um dos itens vetados é o artigo que propõe a definição de uma política de valorização dos benefícios da Previdência Social acima de um salário mínimo, que seria estabelecida pelo governo em conjunto com centrais sindicais e entidades representantes de aposentados e pensionistas.

Segundo a justificativa do governo, "por não se tratar de regra para a elaboração da proposta orçamentária de 2013, não se coaduna com o objetivo da LDO a discussão sobre a política de reajuste dos benefícios do Regime Geral de Previdência Social".

A posição do governo em relação ao tema foi considerada “lamentável” pelo senador Paulo Paim (PT-RS), um dos que lutaram pela inclusão da emenda no texto da LDO. “Se os aposentados pudessem fazer greve, assim como outras categorias estão fazendo em todo o País, certamente o tratamento seria outro”, manifestou o parlamentar por meio do Twitter.

O valor estipulado pelo salário mínimo a partir de 2013, entretanto, foi mantido: R$ 667,75; ou seja, 7,35% a mais que os R$ 622 que estão sendo pagos ao longo deste ano.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

RECUPERAÇÃO AMBIENTAL

Vale destina R$1,8 bi até 2023 para obras e remoção de lama em Minas

CABE RECURSO

Justiça do Rio nega pedido de Flávio Bolsonaro para suspender quebra de sigilo

PREVIDÊNCIA

Maia diz que ainda não há acordo sobre Estados e municipios na reforma

BUSCA E APREENSÃO

Supremo anula parte de operação da PF no Senado em 2016

Mais Lidas