Campo Grande - MS, quinta, 16 de agosto de 2018

SAÚDE

Seminário discute políticas para o SUS

17 MAI 2011Por 00h:00

Hoje e amanhã (18), das 8h a 12h, será realizado na Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul o I Seminário de Avaliação e Acompanhamento dos Projetos de Pesquisa da Fundect (Fundação de Apoio ao Desenvolvimento do Ensino, Ciência e Tecnologia do Estado de Mato Grosso do Sul), no plenarinho Nelito Câmara.

Com parceria do Ministério da Saúde, CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico) e Secretaria de Estado de Saúde, o seminário tem o objetivo de avaliar os projetos financiados pelo governo do estado no Programa de Políticas Públicas para o SUS (Sistema Único de Saúde).

Nesta terça-feira também acontece a reunião semanal da CCJR (Comissão de Constituição, Justiça e Redação). Com início às 14h30min, a reunião será realizada no plenarinho para a análise e distribuição de projetos.


Medicamentos
Amanhã será realizada a audiência pública "Medicamentos nas residências, uma arma contra o cidadão e um risco para o meio ambiente". Proposta pelo deputado Lauro Davi (PSB), o evento acontece no plenário Júlio Maia.

O objetivo é evitar intoxicações e o descarte inadequado de medicamentos, já que dados do Sistema Nacional de Informações Tóxico Farmacológicas revelam que os medicamentos são o principal agente tóxico no Brasil, responsáveis por 28% dos casos de intoxicação humana.
 

Homenagens
Na quinta-feira (19), às 19h, será realizada a sessão solene de entrega de títulos de cidadão sul-mato-grossense, no plenário Júlio Maia.

Por proposição da 2ª Vice-Presidente da Assembleia Legislativa, deputada Dione Hashioka (PSDB), o Contra Almirante Domingos Sávio Almeida Nogueira será homenageado. O Contra Almirante Edlamder Santos é outro que receberá o título de cidadão sul-mato-grossense. O nome dele foi sugerido pelo 2º Secretário, Paulo Duarte (PT).
 

Pedofilia
Na sexta-feira (20), das 19h às 23h, acontece o I Encontro Estadual sobre a semana de combate à Pedofilia - Lei nº 3.707/09. A proposta é do deputado Professor Rinaldo (PSDB).
 

Fonte: Assembleia Legislativa de MS

Leia Também