Campo Grande - MS, sexta, 17 de agosto de 2018

CONFRONTO

Semana de protestos matou 55 na Síria, diz Anistia Internacional

26 MAR 2011Por g100h:21

O grupo de direitos humanos Anistia Internacional disse nesta sexta-feira (25) que pelo menos 55 pessoas morreram desde o início dos protestos na cidade  de Deraa, na Síria, e nas redondezas durante a semana.

"Forças de segurança abriram fogo novamente contra manifestantes em Sanamayn e realizaram prisões em Damasco, de acordo com relatos na sexta-feira, um dia depois que autoridades prometeram investigar a violência", informou a Anistia em comunicado.

Na sexta-feira, forças de segurança sírias detiveram dezenas de pessoas que realizavam uma breve passeata pró-democracia em Damasco, depois que protestos desencadeados no sul inspiraram apoio na capital. Três pessoas teriam morrido, segundo testemunhas citadas pela TV.

Na véspera, o presidente Bashar al Assad, herdeiro de meio século de governo do partido Baath, cogitou conceder liberdades políticas, inclusive levantar o estado de emergência, em vigor no país desde 1963.

Apesar dos relatos sobre confrontos, o Ministério da Informação da Síria afirmou que a situação continuava calma pelo país, segundo a TV Al Arabiya.

Leia Também