Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, terça, 18 de dezembro de 2018

Semáforos de pedestres estão sendo furtados

6 ABR 2010Por 20h:53

Vânya Santos

 

Nova modalidade de furto tem preocupado autoridades de Campo Grande porque, além de agir contra condutores de veículos, que param em semáforos fechados, agora os bandidos também estão atuando contra os equipamentos de sinalização. Segundo o diretor de trânsito da Agência Municipal de Transporte e Trânsito (Agetran), Janine de Lima Bruno, em uma semana ladrões levaram oito semáforos de pedestre e o prejuízo já ultrapassou R$ 10 mil.

A primeira ação criminosa ocorreu no final de março, quando bandidos furtaram quatro semáforos do cruzamento das ruas Antônio Maria Coelho com Nortelândia, no Bairro Santa Fé. "No começo, achamos que era vandalismo, mas depois percebemos que eles usam chave de fenda e não quebram nada", descreveu Janine.

Já o segundo ato criminoso foi registrado neste final de semana. Desta vez foram subtraídos mais quatro focos de pedestres nas proximidades do Ponto de Integração Hércules Maymone, Bairro Miguel Couto. "Levaram os pontos de pedestres dos dois sentidos da via e tivemos que fazer a reposição hoje (ontem) em decorrência do fluxo de alunos que frequentam a escola em frente ao local".

Janine explicou que os bandidos levam os leds, que são os pequenos componentes eletrônicos que fornecem luz indicando que o sinal está aberto ou fechado para a passagem de pedestres. "A gente está se perguntando até agora por que eles estão furtando isso. Eu não sei se é alguém de outra cidade que está encomendando porque, aparentemente, o led não tem outra utilidade a não ser no trânsito", comentou.

A implantação de cada foco de semáforo de pedestre custa R$ 1.320 aos cofres públicos. O diretor de trânsito confessou que são sabe como inibir a ação criminosa porque a Capital tem 320 cruzamentos semaforizados. Equipe da Agetran espera contar com apoio da população, que deve denunciar quando perceber que um equipamento está sendo furtado. O caso seria registrado ontem, na Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário (Depac).

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também