Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, sábado, 17 de novembro de 2018

DE VIRADA

Sem jogar bem, Fla vence Atlético-GO no Engenhão

1 JUL 2012Por TERRA19h:33

Sem apresentar um grande futebol, o Flamengo voltou a vencer no Brasileirão. Neste domingo, no Engenhão, o Rubro-Negro bateu o Atlético-GO, por 3 a 2, diminuindo a crise que assolou o clube durante a última semana. Marcaram para o time da casa Renato, em duas cobranças de falta, e a promessa Adryan, que entrou no segundo tempo. Felipe marcou os dois gols do Dragão.

Com o resultado, o time do técnico Joel Santana chegou aos 12 pontos, se aproximando do grupo dos quatro primeiros colocados. Já o Atlético-GO segue sem vencer no Brasileirão, somando apenas dois pontos e segurando a lanterna da competição. Na próxima rodada, o Flamengo terá o Fluminense pela frente, às 16h, no próximo domingo, em mais um clássico no Engenhão. O time goiano tenta a recuperação diante do Náutico, no próximo sábado, às 18h30, jogando no Serra Dourada.

PRIMEIRO TEMPO FRACO COM DOIS BELOS GOLS
O técnico Joel Santana armou o Flamengo com Ibson na armação, sendo auxiliado por Renato e Luiz Antônio. No ataque, Vagner Love funcionaria como homem de referência, enquanto Diego Maurício procuraria o jogo pelos lados. Já o Dragão apostaria suas fichas na velocidade de Felipe, sendo municiado pelos lançamentos de Joilson. Na prática, os primeiros 10 minutos de partida foram de dar sono. Os times erravam muitos passes, sem conseguir criar jogadas de perigo. No Flamengo, Ibson não conseguiu ter liberdade para levar a bola até o ataque.

Aos 10 minutos, primeira jogada de perigo. E foi do Atlético-GO. Bida recebeu na entrada da área, ajeitou o corpo e emendou de direita. A bola passou rente ao travessão de Paulo Victor. O lance animou o time visitante. Aos 17, a dupla Bida e Joilson, em ótima tabela, colocou a defesa rubro-negra na roda. Joilson recebeu dentro da área, mas chutou mal. Porém, o gol atleticano não tardou a sair. Aos 27, em grande lançamento de Joilson, Felipe dominou com categoria as costas de Marllon e, livre de marcação adentrando a pequena área, acertou forte chute de perna esquerda, sem chances para Paulo Victor. Sem criatividade alguma, o Flamengo ficou a mercê das bolas paradas. E, em um das chances, alcançou o empate. Aos 34, Vagner Love arrancou da intermediária e sofreu falta na entrada da área. Na cobrança, Renato encheu o pé de esquerda, acertando o ângulo direito de Márcio.

A última chance do primeiro tempo foi do Dragão. Aos 39, Wesley recebeu pela lado esquerdo e livre de marcação, chutou forte. Paulo Victor fez difícil defesa, espalmando para dentro da área. No rebote, quando Felipe já dominava, o bandeirinha assinalava impedimento.

RENATO E ADRYAN DECIDEM PARA O FLA
O Flamengo voltou diferente para a segunda etapa. Joel decidiu por colocar Adryan no lugar de Wellington Silva. Com isso Luiz Antônio faria a função de lateral direito. E a promessa de 17 anos já mostrou serviço logo no primeiro minuto do segundo tempo. Em lançamento de Ibson, o camisa 37 ajeitou o corpo e cruzou. Diego Maurício cabeceou para o chão. Mas o goleiro Márcio fez grande defesa espalmando para o meio da área. No rebote, o atacante rubro-negro tentou mais uma vez pelo alto, mandando para fora. A resposta do Dragão foi imediata. Aos três minutos, em boa troca de passes pela esquerda, o lateral Eron recebeu dentro da área chutando de esquerda. Paulo Victor espalmou. Felipe, de canhota, livre dentro da área, chutou fraco de esquerda, dando tempo para a recuperação do goleiro.

Mais organizado em campo, o Atlético-GO chegava fácil no ataque. Em grande jogada de Joilson, aos 7, o apoiador deu ótima enfiada de bola para Felipe. O atacante entrou frente a frente com Paulo Victor e chutou de direita, para grande defesa do camisa 1, desviando para escanteio. Mas a substituição de Joel faria a diferença aos 11. Em boa tabela de Vagner Love e Amaral, o volante recebeu na frente pelo lado direito, ajeitou o corpo e cruzou. Adryan, de esquerda, pegou de primeira, tirando a bola do alcance de Márcio. Era a virada do Flamengo.
O terceiro não demorou sair e a história foi a mesma do primeiro gol. Aos 15, Vagner Love sofreu falta na entrada da área, um pouco mais próximo ao gol. Renato ajeitou a bola e, desta vez com jeito, chutou de canhota no canto esquerdo baixo de Mácio.

Com o gol, o Flamengo recuou, a espera do Atlético-GO. Mesmo com as entradas de Elias e Ernandes, o Dragão não conseguia mais encontrar espaços na zaga Rubro-Negra. Mais postado no campo de defesa, o time de Joel Santana começou a ter dificuldade para sair jogando. Mas a zaga Rubro-Negra não conseguiu passar o jogo sem falhar. Aos 34, em lambança do trio Marcos González, Renato e Magal, a bola sobra para Elías que, de imediato, lançou Felipe. O atacante, mais uma vez, entrou cara a cara com Paulo Victor, mais não desperdiçou dessa vez, diminuindo o marcador. A pressão esperada para os minutos finais não se concretizou. Mesmo com o técnico Joel Santana demonstrando muito nervosismo temendo o empate, o time conseguiu tranquilizar o jogo, sem correr grandes riscos.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também