Sábado, 16 de Dezembro de 2017

FIFA

Sem Bola de Ouro, Messi se livra de "maldição" pré-Copa

13 JAN 2014Por FOLHA PRESS17h:15

Escolhido nos quatro últimos anos (2009 a 2012) como melhor do mundo, o argentino Messi pode ter dado sorte ao perder o prêmio de 2013 para o português Cristiano Ronaldo.

Com a derrota na premiação da Fifa, nesta segunda, o atacante do Barcelona se livra da "maldição" que atinge os melhores do mundo em anos anteriores à Copa.

O prêmio é oferecido pela Fifa desde 1991, mas considerando a Bola de Ouro entregue pela revista "France Football", desde 1956, já são 14 jogadores premiados e o jejum permanece.

Desde 2010 os prêmio da Fifa e da revista esportiva francesa estão unificados.
Messi, aliás, foi o último a sofrer com o jejum. Comandado pelo técnico Diego Maradona, o atacante argentino fracassou na Copa do Mundo da África do Sul, derrotado pela Alemanha, nas quartas de final.

Já em 2006, o brasileiro Ronaldinho desembarcou na Copa da Alemanha impulsionado pelo prêmio de melhor do mundo no ano anterior, e também perdeu o Mundial.

O caso mais emblemático, contudo, ainda é do italiano Roberto Baggio. Escolhido melhor do mundo ao final de 1993, foi ele o responsável pelo lance que deu o tetracampeonato ao Brasil na Copa-1994, no EUA.

Melhores do mundo em anos anteriores a Copas e equipes campeãs mundiais:

1957/58 - Di Stéfano (Argentina) - Brasil campeão
1961/62 - Sívori (Argentina) - Brasil campeão
1965/66 - Eusébio (Portugal) - Inglaterra campeã
1969/70 - Rivera (Itália) - Brasil campeão
1973/74 - Cruijff (Holanda) - Alemanha campeã
1977/78 - Simonsen (Dinamarca) - Argentina campeã
1981/82 - Rummenigge (Alemanha) - Itália campeã
1985/86 - Platini (França) - Argentina campeã
1989/90 - Van Basten (Holanda) - Alemanha campeã
1993/94 - Baggio (Itália) - Brasil campeão
1997/98 - Ronaldo (Brasil) - França campeã
2001/02 - Owen (Inglaterra)* - Brasil campeão
2005/06 - Ronaldinho (Brasil) - Itália campeã
2009/10 - Messi (Argentina) - Espanha campeã

(*) Fifa "discordou" da premiação da Bola de Ouro da "France Football" e escolheu o português Figo, que também não conquistou a Copa
 

Leia Também