Quinta, 22 de Fevereiro de 2018

ESPORTE

Seleções sul-americanas vão longe por dinheiro

13 OUT 2010Por FOLHA ONLINE10h:07

Sem jogos oficiais até o final do ano, dez seleções sul-americanas disputaram amistosos nestas duas semanas. Nove delas jogaram fora de seus domínios.

Viajaram à Ásia, às Américas Central e do Norte, à Europa e à Oceania. Foram enfrentar adversários que não estão entre os 15 primeiros do ranking da Fifa --o mais bem colocado é os EUA, 18º.

Há duas explicações. Primeiro, as seleções europeias estão envolvidas nas eliminatórias da Eurocopa de 2012. Além disso, a maioria dos amistosos foi marcada por motivos financeiros.

O destino dos times sul-americanos é decidido por empresas especializadas que compram os jogos das confederações e os comercializam.

A seleção brasileira participa do "Brazil's World Tour", organizado pela Kentaro, que comprou os direitos sobre os amistosos do país e tem parceria com árabes.

Dos três amistosos da era Mano Menezes, dois foram com seleções que também mantêm contrato com a empresa --Ucrânia e EUA. O local preferido é a Inglaterra, que não sediou o jogo com o Irã por motivos políticos.

A Argentina também tem relação com a Kentaro, que organizou o seu amistoso no Japão, contra o time local.

Também foi a empresa que levou a Colômbia para enfrentar os EUA, amanhã.

A agência suíça já comprara a maioria dos jogos das eliminatórias para 2010.

O Equador pegou a Polônia, em Montréal, no Canadá, em jogo promovido pela agência alemã Sportfive.

Já o Uruguai foi parar na Indonésia e na China, onde goleou as seleções locais.

Houve disputa financeira no primeiro jogo. O irmão do atacante Diego Forlán, Pablo, acertou com a Indonésia. Mas a AUF (Associação Uruguaia de Futebol) o afastou da organização do amistoso por ter contrato com a empresa Tenfield.

Como represália, Diego Forlán se recusou a atuar. "Lamentavelmente, a AUF não é dona das partidas", contou o presidente da entidade, Sebastián Baúza.

Chile (Oriente Médio), Venezuela e Peru (América Central) e Paraguai (Oceania) também atuaram fora da América do Sul. A Bolívia só jogou em casa.

Leia Também