Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Pesquisa

Seis em cada dez brasileiros têm muito medo de assalto

6 JUL 12 - 00h:00agência brasil

Pesquisa de opinião divulgada hoje (5) pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) revela que é alto o medo da violência no Brasil e baixa a confiança nas polícias que combatem os crimes mais próximos do cotidiano do cidadão.

O Ipea publicou a segunda rodada de pesquisa sobre segurança pública feita pelo Sistema de Indicadores de Percepção Social, criado pelo instituto. Desta vez, 3.799 pessoas foram entrevistadas em todas as regiões do país.

A cada grupo de dez brasileiros, pelo menos seis têm “muito medo” de assalto à mão armada, assassinato e arrombamento da residência, conforme apurado pela pesquisa. Mais da metade sentem “muito medo” de sofrer agressão. O percentual de “nenhum medo” em todos os quesitos (assalto à mão armada, assassinato e arrombamento da residência) é em torno de 10%, com exceção do tema sofrer agressão, em que o percentual é 18,2%.

A amostra da pesquisa permite comparações entre as regiões. Em todos os quesitos, o Nordeste (com mais de 70% das respostas indicando “muito medo”) lidera os temores de violência.

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Joice Hasselmann diz que há 'time de fake news' no entorno do clã Bolsonaro
REPERCUSSÃO

Joice Hasselmann diz que há 'time de fake news' no entorno do clã Bolsonaro

Temperatura cai e previsão indica mais chuva para Mato Grosso do Sul
TEMPO

Temperatura cai e previsão indica mais chuva para MS

Aruba é destino perfeito para quem não quer se preocupar com o visto
MAR AZUL

Aruba é destino perfeito para quem não quer se preocupar com o visto

'Star Wars: A Ascensão Skywalker': pré-venda de ingressos começou
CINEMA

'Star Wars: A Ascensão Skywalker': pré-venda de ingressos começou

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião