Domingo, 25 de Fevereiro de 2018

Segurança nas eleições não está comprometida

19 AGO 2010Por 12h:45
     

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Ricardo Lewandowski, afirmou que não haverá falta de segurança no processo eleitoral. A declaração veio após o atentado que acertou com mais de 30 tiros o carro em que estava o presidente do Tribunal Regional Eleitoral de Sergipe (TRE-SE), Luiz Mendonça, na manhã de hoje.

Questionado sobre a possibilidade de o atentado abrir brecha para outros episódios de violência nos dias de votação, o presidente do TSE afirmou que a segurança nos dias 3 e 31 de outubro está "totalmente assegurada". "A não ser esse caso, que é raro, esperamos desenvolvimento tranquilo do processo eleitoral, o que vem acontecendo até agora", disse Lewandowski.

Na última semana, o TSE aprovou o envio de tropas federais para garantir a segurança de votação em regiões indígenas no Amapá e Tocantins. "Em algumas regiões de fronteiras com outros países haverá necessidade de presença de tropas federais, pois a atividade intensa de narcotraficantes e do crime organizado, que se desloca, pode pressionar e intimidar eleitores", disse Lewandowski.

        O presidente do TSE disse ainda que cogita pedir reforço de segurança para todas as autoridades envolvidas no processo eleitoral, para garantir a tranquilidade do andamento do pleito.

Leia Também