Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

sábado, 23 de fevereiro de 2019 - 18h10min

Segundo mais votado será o novo chefe do Ministério Público

24 ABR 10 - 07h:09
Flávio Paes

O procurador Paulo Alberto de Oliveira foi escolhido pelo governador André Puccinelli para ser o novo procurador-geral de Justiça no biênio 2010/2012. Ele substitui a Miguel Vieira da Silva, que deixa o cargo no próximo dia 9 de maio. O decreto de nomeação do novo chefe do Ministério Público Estadual (MPE) deve ser publicado na edição de segunda-feira do Diário Oficial. Paulo Alberto ficou em segundo lugar na consulta entre os membros do MPE que definiu a lista tríplice encaminhada ao governador para escolha do novo procurador-geral. Ele teve 107 votos, a primeira colocada, Irma Vieira de Santana e Anzoategui, teve 116 votos, enquanto o terceiro colocado, Humberto de Matos Brittes, alcançou 100 votos. O atual titular do MPE, com 68 votos, ficou de fora da lista.
O governador recorreu a uma metáfora para confirmar que havia se decidido por Paulo Alberto. “Não foi o primeiro, nem o último, optei pelo meio”, numa referência ao fato de o escolhido ter ficado em segundo lugar na listra tríplice.
O presidente da Associação dos Membros do Ministério Público, Humberto Lapa, foi informado no fim da tarde de quinta-feira da escolha do novo procurador-geral.
Embora preferisse que a indicação recaísse sobre quem fosse o mais votado (no caso, a ex-procuradora-geral Irma Anzoategui), Humberto diz que a decisão do governador não desqualifica o escolhido. Ele lembrou que em outras ocasiões, como na escolha da própria Irma, a preferência do governador à época, José Orcírio Miranda dos Santos, não recaiu sobre quem venceu a disputa interna, Olavo Mascarenhas.

Carreira
O futuro procurador-geral Paulo Alberto de Oliveira foi promovido a procurador em março de 2008 e em janeiro do ano seguinte já entrou na disputa para assumir o comando do MPE. Ficou em segundo lugar, mas foi preterido pelo primeiro colocado, Miguel Vieira da Silva. Era apontado como favorito para o cargo por contar com a simpatia do governador André Puccinelli, que o conhece desde Fátima do Sul, onde sua família morava e Puccinelli estava estabelecido como médico.
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

BRASIL

Governo informa que dois caminhões com ajuda entraram na Venezuela

BRASIL

Bolsonaro resgata medidas rígidas que foram propostas pelo PT

Comercial tropeça para Costa Rica e adia classificação
ESTADUAL 2019

Comercial tropeça para Costa Rica e adia classificação

VENEZUELA

'Dia D' de missão humanitária na Venezuela tem confrontos com militares

Mais Lidas