Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Segunda noite de desfiles é marcada pelo equilíbrio em SP

15 FEV 10 - 07h:33
do grupo especial do carnaval de São Paulo, no sábado, foi marcada pela grande festa corintiana na apresentação da Gaviões da Fiel, e por desfiles equilibrados de Mocidade Alegre, X9 Paulistana, Império de Casa Verde e Pérola Negra. No desfile mais festejado da noite, a torcida corintiana cantou enredo da Gaviões da Fiel que fez homenagem ao centenário do clube. Em um dos melhores desfiles da noite, a Mocidade Alegre apresentou enredo “Da Criação do Universo ao Sonho Eterno do Criador, Eu Sou Espelho e Me Espelho Em Quem Me Criou!!!”, tratando da imagem do homem na história. A campeã de 2009 se destacou, por exemplo, com a comissão de frente chamada “Luz do Criador”, em cujas fantasias foram instaladas 450 lâmpadas. O desfile da Mocidade também marcou o retorno de Nani Moreira ao posto de rainha da bateria, depois de ficar um ano afastada. Quarta escola a desfilar, a X9 Paulistana, que completa 35 anos de existência, tomou a Revolução dos Cravos em Portugal como inspiração para reverenciar as influências do país europeu sobre a cultura brasileira. Outro bom desfile da noite foi da Império de Casa Verde, que cantou os 400 anos da cidade paulista de Itu. Última escola a desfilar no grupo especial de 2010, a Pérola Negra terminou seu desfile já sob o amanhecer do domingo, com enredo inspirado no cantor e apresentador Rolando Boldrin. Também homenagearam cidades as escolas Águia de Ouro e Tom maior, cantando as histórias de Ribeirão Preto e Brasília, respectivamente. No Rio O desfile das escolas de samba do Rio de Janeiro do grupo especial estava previsto para começar ontem às 21h, com a União da Ilha, escola que acaba de retornar ao Grupo Especial. Em seguida, Imperatriz Leopoldinense, Unidos da Tijuca, Viradouro, Salgueiro e Beija-Flor passam pelo sambódromo. Hoje desfilam Mocidade Independente, Porto da Pedra, Portela, Grande Rio, Vila Isabel e Mangueira. Olinda Na madrugada de ontem, o Homem da Meia Noite arrastou, segundo dados da Polícia Militar, mais de 250 mil foliões em Olinda. As pessoas se apertam em meio às ruas estreitas da cidade e aguardam a passagem do bloco penduradas em janelas e nos monumentos. E a tradição ultrapassa a brincadeira do reinado de momo e mistura misticismo e religião. De acordo com o presidente do clube do Homem da Meia Noite, Luiz Adolfo Alves de Silva, o personagem nasceu no dia 2 de fevereiro de 1932, de uma dissidência da troça Cariri de Olinda, que abria, até então, o carnaval na cidade no começo da manhã de domingo. “O Homem da Meia Noite nasceu dessa dissidência, como uma questão mística de ter nascido no dia de Iemanjá e é considerado uma figura mística do candomblé. Por isso ele não é um boneco, e sim um calunga”, disse.
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Polícia investiga denúncia de criança estuprada por adolescente em associação de câncer infantil
CAMPO GRANDE

Mãe denuncia que filho foi estuprado por adolescente em instituição contra o câncer

Requalificação da 14 de Julho<br> já tem 85% das obras concluídas
REVIVA CAMPO GRANDE

Requalificação da 14 já tem 85% das obras concluídas

Adélio diz que esfaqueou Bolsonaro "após ouvir voz de Deus"
PRESO EM CAMPO GRANDE

Adélio diz que esfaqueou Bolsonaro "após ouvir Deus"

O primeiro robô brasileiro <br>com Inteligência Artificial, o Tinbot,<br> vêm à Campo Grande
TECNOLOGIA

O primeiro robô brasileiro com Inteligência Artificial, o Tinbot, vêm à Campo Grande

Mais Lidas