Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, sábado, 17 de novembro de 2018

CAMPEONATO BRASILEIRO

Seedorf marca, Botafogo supera vaias e bate Sport

15 AGO 2012Por TERRA23h:22

Além de enfrentar o desesperado Sport, o Botafogo teve que conviver na noite desta quarta-feira no Engenhão com as vaias dos pouco mais de quatro mil torcedores. A equipe carioca aproveitou os erros defensivos do adversário para superar as reclamações no estádio e ganhar por 2 a 0, em duelo válido pela 17ª rodada do Campeonato Brasileiro. Elkeson e o holandês Seedorf anotaram os gols que empurraram os pernambucanos para a zona de rebaixamento.

Em um jogo muito fraco tecnicamente, o Botafogo chegou ao primeiro gol aos 21min do segundo tempo. Rafael Marques cruzou da direita, Bruno Aguiar cortou errado e a bola sobrou para Elkeson dominar no peito e finalizar para o fundo das redes. A equipe ampliou a vantagem aos 31min. Seedorf recebeu um presente da zaga adversária e chutou para completar o placar, marcando seu segundo tento com a camisa da equipe alvinegra.

A vitória ameniza a crise da equipe carioca na Série A. Com o empate do Cruzeiro e a derrota do São Paulo, o time ganha duas posições e está em sexto lugar com 27 pontos. Para buscar a reação na competição e impedir os adversários que brigam pelo G-4 se distanciarem ainda mais, o Botafogo terá pela frente o líder Atlético-MG como próximo adversário. A partida acontecerá no domingo, às 16h (de Brasília), no Independência.

É a quarta derrota seguida e o sétimo jogo sem triunfar dos pernambucanos, que entraram na zona de rebaixamento com o resultado: 18º lugar com 14 pontos. Para deixar a zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro, o Sport também terá pela frente um clube que briga pela liderança. A equipe rubro-negra permanece no Rio de Janeiro para enfrentar no sábado o Fluminense, às 18h30 (de Brasília), no Estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda.

O jogo

Criticado pela inconstância no Campeonato Brasileiro, o Botafogo entrou no gramado do Engenhão demonstrando vontade. Porém, as jogadas em velocidade pelo lado do campo quase sempre acabavam em bola aérea para Elkeson. E além de ver o time não conseguir ameaçar o gol adversário, o técnico Oswaldo de Oliveira teve que alterar o time ainda no primeiro tempo, com 12min do primeiro tempo. Fellype Gabriel sentiu contusão e saiu para a entrada de Cidinho. 

Se a equipe carioca não conseguiu criar boas jogadas, o Sport foi ao Rio de Janeiro com um esquema muito defensivo. Único homem avançado, Felipe Azevedo sofreu com a falta de companheiros para segurar a bola no ataque e criar alguma chance de perigo. Assim, os primeiros quarenta e cinco minutos foram ruins. E na única vez que uma equipe conseguiu balançar as redes, o trio de arbitragem invalidou o lance. Aos 33min, Hugo completou para o fundo das redes após cruzamento pela direita, mas aparentemente o assistente apontou impedimento.

O interino Gustavo Bastos também teve que alterar o Sport ainda no primeiro tempo. Depois de ganhar a posição com a saída de Vágner Mancini, Diego Ivo teve que ser substituído por Bruno Aguiar. Com a má atuação da equipe na noite desta quarta-feira, os botafoguenses aproveitaram os minutos finais para protestos contra o técnico Oswaldo de Oliveira e clamar pelo ídolo Loco Abreu, que deixou o time para defender o Figueirense no Campeonato Brasileiro.

Ao contrário da escassez de oportunidades no primeiro tempo, a etapa final começou movimentada no Engenhão. Logo aos 2min, Cidinho fez jogada individual pelo lado esquerdo, carregou a bola para o meio e finalizou da entrada da área para boa defesa de Magrão, que espalmou para escanteio. A resposta dos visitantes aconteceu aos 7min. Felipe Azevedo puxou contra-ataque, ganhou de dois marcadores na velocidade e finalizou para grande defesa de Jefferson com os pés.

Quando a torcida não parava de protestar contra a equipe, o Botafogo conseguiu abrir o marcador no Engenhão. Aos 21min, Rafael Marques - que entrou minutos antes no lugar de Renato e recebeu muitas vaias - lançou bola para a área, Bruno Aguiar desviou de cabeça e ajeitou para Elkeson dominar a finalizar cruzado para marcar seu quarto gol no Campeonato Brasileiro e dar uma trégua nas reclamações dos poucos botafoguenses que compareceram ao estádio. 

Os pernambucanos ainda tentaram o ataque com a entrada de Gilberto na vaga de Hugo. Mas em saída errada do lateral esquerdo Rivaldo, Seedorf roubou a bola, invadiu a área e finalizou cruzado para marcar o segundo tento do Botafogo e completar a vitória. Depois de protestas durante todo o encontro, os torcedores passaram a incentivar e cantar o nome do clube no Engenhão.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também