Campo Grande - MS, domingo, 19 de agosto de 2018

VALE DO IVINHEMA

Secretários querem unidade de hemodiálise

31 MAI 2011Por DA REDAÇÃO00h:01

Secretários de seis municípios querem a implantação de uma unidade de hemodiálise na região do Vale do Ivinhema. Eles entendem que há uma necessidade urgente dessa medida e que existe viabilidade técnica, pois o número de pacientes existentes na região preenche as exigências do Ministério da Saúde.

A reunião, que ocorreu no sábado em Dourados, foi organizada pelo secretário municipal de Saúde de Angélica Adaildo Cabral, a partir da constatação de que este é um pedido comum de seus colegas de vários municípios vizinhos.

O secretário de saúde de Nova Andradina José Carlos Paiva Souza, o “Tito” disse que na região há 65 pacientes que são atendidos em Dourados, alguns no Paraná e outros no Estado de São Paulo. “Portanto, o número mínimo exigido pelo Ministério da Saúde, que é de 50 pacientes para a criação de um núcleo de hemodiálise já foi ultrapassado”, salientou.

Além de Adaildo Cabral e de José Carlos Paiva, o encontro contou com a presença dos secretários Benone Scaramal (Taquarussu), Silvia Rosenbaum (Batayporã), Maria Cleide Lisboa Fróes (Novo Horizonte do Sul) e de Michele Muniz dos Santos, (representando Sonia Henrique Garção, secretária de Saúde de Ivinhema), além de Luciana Regina de Souza, profissional da área de saúde de Angélica. A reunião foi com o deputado federal Geraldo Resende, coordenador da bancada parlamentar de Mato Grosso do Sul.

Leia Também