terça, 17 de julho de 2018

Transferência

Secretário de Segurança diz que Artuzi poderia ser envenenado

26 OUT 2010Por EVELYN SOUZA14h:50

O secretário de Justiça e Segurança Pública de Mato Grosso do Sul, Wantuir Jacini, disse ao Portal Correio do Estado que a transferência do prefeito afastado de Dourados, Ari Artuzi para o Presídio Federal de Campo Grande se deve a três fatores. “ O primeiro fator avaliado foi devido a ameaças de atentado contra Ari, outra informação recebida foi um possível envenenamento articulado na delegacia", disse Jacini que afirmou ainda que não são só esses motivos que levaram a transferência do prefeito afastado.

“O Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul negou o pedido de Habeas Corpus, o que deve fazer com que Artuzi permaneça preso, o que não pode acontecer em uma delegacia”.

Segundo o secretário, o período que o preso pode ficar em uma delegacia aguardando pena da justiça é de até dez dias e a presença de Artuzi estava desfalcando os agentes.

“A equipe estava deixando de atender outros inquéritos por conta de Ari Artuzi”.

 

Maria Aparecida Freitas Artuzi

Com relação a uma possível transferência de Maria Artuzi para o presídio de Rio Brilhante, o secretário de Justiça afirma que até o momento nenhuma determinação judicial foi encaminhada solicitando sua transferência.

Leia Também