H1N1

Secretaria faz alerta para evitar contaminação

Secretaria faz alerta para evitar contaminação
17/06/2012 10:42 - DA REDAÇÃO


A Secretaria de Estado de Saúde de Mato Grosso do Sul (SES/MS) divulgou informações à população sobre os cuidados a serem tomados para evitar riscos de contaminação pelo vírus Influenza A (Gripe A) e Influenza H1N1. De acordo com a Diretoria de Vigilância em Saúde, é importante que a população mantenha os cuidados referentes à higienização das mãos com água e sabão, após tossir ou espirrar, após o usar banheiro, antes de refeições, antes de tocar os olhos, boca e nariz.

Para pacientes que apresentem sintomas da gripe, é necessário evitar sair de casa durante o período de transmissão da doença (até sete dias após o início dos sintomas), evitar o contato com outras pessoas suscetíveis à doença, caso não seja possível, usar máscaras cirúrgicas. Evitar aglomerações em ambientes fechados, mantendo o ambiente devidamente ventilado, além das recomendações como repouso, alimentação balanceada e ingestão de líquidos.

É importante que as pessoas que não foram imunizadas durante a Campanha Nacional de Prevenção à Gripe, realizada entre os dias 5 de maio e 1º de junho deste ano, procurem os postos de saúde de seus municípios para se vacinar o quanto antes. A vacina proporciona impacto direto na diminuição dos casos e gastos com medicamentos para tratamento de infecções secundárias, das internações hospitalares e da mortalidade. 

Em caso de sintomas, segundo a secretaria, o paciente deve se dirigir imediatamente a uma unidade de saúde para que os cuidados médicos iniciais sejam feitos através equipes especializadas para o tratamento precoce da doença.

smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".